ZTE e Huawei, as duas maiores fabricantes chinesas na área de equipamentos para comunicações móveis iniciaram uma "batalha legal", envolvendo tribunais europeus e do país de origem das empresas. Em causa está a violação de patentes.

Depois de ontem se ter mostrado chocada com os processos intentados pela Huawei na Alemanha, França e Hungria, a ZTE anunciou esta manhã ter dado início a uma acção judicial contra a concorrente, mas na China.

Num comunicado emitido hoje, a ZTE, considerada a segunda maior empresa de telecomunicações do país, alega que a especialista em equipamentos e infra-estruturas de redes sem fios está a infringir as suas patentes de tecnologias de 4ª geração móvel LTE (long term evolution).

Nos processos movidos pela Huawei a queixa centra-se na violação de patentes relacionadas com placas de acesso à banda larga móvel e tecnologias LTE. A segunda maior fabricante mundial de equipamentos para infra-estruturas de redes de telecomunicações e líder no mercado chinês acusa ainda a conterrânea de ter usado ilegalmente marcas registadas por si em alguns dos seus produtos.

A ZTE negou as acusações e disse-se "chocada" com as acções judiciais, avisando que embora esteja sempre disposta a negociar de boa fé, mas que confrontada com situações como esta, iria levar a cabo fortes medidas legais para proteger os seus interesses e dos seus clientes.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.