Contando com a oposição de dois dos principais accionistas da OniWay ao negócio para encerramento da operadora móvel, a EDP comunicou ontem ao mercado, através do site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, que o prazo para avaliação das propostas da TMN, Optimus e Vodafone foi prorrogado até dia 6 de Dezembro.



A eléctrica, que tem uma participação maioritária na Oni e por isso também na sua participada OniWay, afirmou que "as propostas, encontram-se sujeitas à negociação e celebração dos respectivos contratos, cujos efeitos dependem da
verificação de determinadas condições", que não foram indicadas.



Recorde-se que os três operadores de comunicações móveis actualmente a operar redes GSM entregaram à Oni proposta para a aquisição dos activos da OniWay e ainda da totalidade do seu capital social. Porém, apesar de ter sido amplamente noticiada na semana passada a aceitação da EDP das condições do negócio, dois dos principais accionistas estrangeiros da empresa de comunicações móveis - a Telenor e Iberdrola - mostraram o seu desagrado com as condições do acordo.


Já hoje o Diário Económico noticiava, citando fontes do grupo, que a eléctrica deveria avançar com o encerramento da OniWay e venda de activos apesar da oposição da Telenor e Iberdrola.

Notícias Relacionadas:

2002-12-02 - Telenor e Iberdrola bloqueiam venda de activos da OniWay

2002-11-28 - 12º Congresso APDC - Consolidação do mercado móvel nacional deverá ser ponderada

2002-11-23 - Operadores móveis entregam à EDP proposta de aquisição da OniWay

2002-11-20 - Portugal Telecom confirma negociações para aquisição de activos da OniWay

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.