Foi hoje publicada em Diário da República a nota do concurso público lançado pela EMEL, para adquirir serviços que permitam o pagamento de estacionamento via telemóvel, através do envio de uma SMS.



O valor base do concurso público é de 1,5 milhões de euros, de acordo com a informação disponibilizada em Diário da República. Nos termos descritos explica-se que o critério mais importante de avaliação das propostas será o preço, com um peso de 50 por cento na avaliação da empresa. A avaliação técnica da proposta terá um peso de 40 por cento na ponderação do júri e a capacidade das empresas, 10 por cento.



A informação de que estaria em preparação um concurso público internacional para encontrar um parceiro e um modelo que permitisse estender o pagamento do estacionamento em Lisboa ao telemóvel, já tinha sido adiantada por fonte da empresa ao Correio da Manhã, em Setembro do ano passado.



A EMEL tem introduzido várias tecnologias para facilitar a prestação dos seus serviços de monitorização de estacionamento pago, na cidade de Lisboa. Ainda no ano passado foi lançado um serviço que permite receber, também por SMS, informação sobre o parque para onde foi levado o carro rebocado.



Este serviço vale para automóveis rebocados pela PSP, Polícia Municipal de Lisboa ou EMEL e funciona enviando uma mensagem para o número 3838, com a informação Reboque e a matrícula do automóvel em questão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.