Nos primeiros três meses do ano, seis em cada dez novos clientes de banda larga optaram pela fibra, diz um relatório hoje divulgado pela Anacom. O regulador das comunicações apurou que no final de Março 7,2 por cento dos clientes de banda larga existentes em Portugal já tiravam partido das redes de nova geração alimentadas a fibra óptica, num crescimento de 16,7 por cento, face ao mesmo período do ano passado.



Na banda larga fixa, onde a fibra se inclui, o ADSL continua a ser a tecnologia dominante, embora comece a perder terreno para novas alternativas e para o próprio cabo, que no período em análise captou 40 por cento das novas adesões a serviços de banda larga.


Assim, no final de Março o ADSL era usado por 50,6 por cento dos clientes de serviços de banda larga, decrescendo 0,3 por cento. O cabo passou a ser opção para 41,1 por cento dos clientes de banda larga fixa.


Entre as tecnologias de acesso fixo e móvel, continuam a ser as de acesso móvel que somam mais clientes. Apurou a Anacom que no fim do primeiro trimestre usavam efectivamente os serviços de Internet móvel 2,6 milhões de subscritores, dos quais 1,2 milhões garantiam acesso através de placas ou modem.


Os serviços fixos de acesso à Internet eram usados no mesmo período por 2,13 milhões de clientes. Destes, a grande maioria subscrevia ofertas de banda larga, mais exactamente 2,1 milhões.


Entre Janeiro e Março de 2011, os serviços fixos de acesso à Internet cresceram 1,4 por cento (face aos três meses anteriores) e o número de clientes das ofertas de banda larga aumentou em 31.500.


Na Internet fixa a PT continua a dominar o mercado, com uma quota de mercado de 47,2 por cento. Na Internet móvel também, com a TMN a assegurar 45 por cento do mercado. Na Internet fixa o segundo maior operador é a Zon (33,1%) e na Internet móvel é a Optimus (com uma quota de 29,1 por cento).

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.