A Guarda Nacional Republicana multou 24.874 pessoas por terem cometido a infração de usar o telemóvel durante a condução. O número representa um acréscimo de 146 autos de contraordenação em comparação com 2012.

O TeK tentou saber o valor total gerado pelo dinheiro das coimas, mas até ao momento ainda não recebeu resposta da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.

A GNR também não conseguiu precisar em que posição se encontram as multas por uso de telemóvel durante a condução, em comparação com as restantes transgressões do Código da Estrada, como multas por excesso de velocidade ou por alcoolémia.

Questionado sobre as campanhas de sensibilização realizadas em 2013 para alertar dos perigos sobre o uso de telemóvel durante a condução o major Marco António, chefe da repartição de comunicação da GNR, referiu quatro ações distintas. As chamadas Operações "Anjo da Guarda".

No ano passado realizaram-se quatro destas campanhas que são um "conjunto de operações preventivas vocacionadas para diversas infrações consideradas como potenciadores da sinistralidade rodoviária, na qual se insere o uso de telemóvel no ato da condução", referiu o oficial da GNR.

Para 2014 está previsto o aumento no número de operações Anjo da Guarda, subindo o número de quatro para seis.

Rui da Rocha Ferreira


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.