O projeto Loon, em desenvolvimento desde 2011 pela Alphabet, empresa-parente da Google, consiste em lançar na estratosfera balões de ar com antenas, com o objetivo de difundir sinal de internet. A tecnologia vai ser utilizada para fornecer serviços online nas áreas centrais do Quénia, onde a cobertura é muito difícil de alcançar devido à dificuldade de construir antenas em certos terrenos agressivos ou pela baixa densidade populacional de algumas regiões.

O Loon vai ser adotado pela empresa de telecomunicações Telkom Kenya, que invés de construir infraestruturas para as redes no solo e torres de antenas por largos quilómetros, o sinal será transmitido pelo ar, através dos balões de hélio a 18 km de altitude sobre o planeta. A empresa explica que cada balão consegue fornecer cobertura de internet a cerca de 3.200 km quadrados, mantendo-se a flutuar durante meses. A Google apresenta assim uma forma pouco convencional de fornecimento de sinal LTE 4G, que espera negociar com outras operadoras.

Ainda que no papel possa parecer uma solução de fácil implementação, na prática é um desafio colocar o sistema em funcionamento. Isto porque os balões não têm sistema de propulsão, sendo controlados pela força do vento. O desafio é identificar as correntes de vento nas diferentes altitudes, para que o balão possa apanhar a boleia certa para seu destino. O sistema de navegação do Loon recolhe as informações governamentais, além do que regista durante os seus testes, sendo o dispositivo alimentado por machine learning para transformar as correntes de ar numa espécie de mapa. A Alphabet já testou balões motorizados, que poderão ser utilizados no futuro.

Será uma nave espacial? Será um OVNI? Afinal é só um balão de internet
Será uma nave espacial? Será um OVNI? Afinal é só um balão de internet
Ver artigo

Durante os anos em que esteve em teste, os engenheiros conseguiram desenvolver um sistema para lançar um balão em meia hora. Foi também construído um scanner capaz de detetar defeitos microscópicos no seu material.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.