No novo Governo de Espanha, o ministro da Indústria, Turismo e Comércio, José Montilla, quer também assumir uma posição de destaque na condução das políticas da Sociedade da Informação. Num discurso recente perante a Comissão de Indústria do Congresso, o novo ministro afirmou que o Governo quer aproveitar as Tecnologias da Informação e da Comunicação não apenas como factor de crescimento e catalizador de outros sectores sociais e económicos mas também como uma estratégia para modernização da economia, noticiou o diário online IBLnews.



Destacando a importância das TIC para a redução da divisão digital, contribuição para a riqueza, bem estar social, coesão e igualdade de oportunidades, José Montilla anunciou a constituição da conferência sectorial para o desenvolvimento da Sociedade da Informação, que irá coordenar transversalmente todas as Administrações Públicas e a prestação de serviços de cidadania, à semelhança do que acontece em Portugal com a Unidade Missão Inovação e Conhecimento (UMIC).



O ministro anunciou ainda a criação do provedor do cliente das tecnologias da informação e comunicação, que terá como objectivo salvaguardar os direitos dos utilizadores. Deverá ainda ser criado um catálogo de direitos e um código de boas práticas para os operadores e os fornecedores de serviços.



A banda larga foi ainda confirmada como uma das prioridades do ministério de José Montilla, que quer ver esta tecnologia de acesso generalizada no prazo de quatro anos, quer nos lares quer em empresas. Neste sentido o Governo vai apresentar em breve um plano de convergência com os objectivos europeus, expressos na iniciativa eEurope2005.

Ainda no início deste mês José Montilla afirmou que antes do Verão deste ano serão modificados os compromissos dos operadores móveis com licenças de UMTS, tentando superar as barreiras que atrasaram a adopção da tecnologia. O ministro espera que a terceira geração móvel contribua também para o arranque efectivo da banda larga como motor de dinamização económica.



No novo Governo espanhol foi criado um Secretário de Estado para as Telecomunicações e a Sociedade da Informação no âmbito do ministério da Indústria, cargo assumido por Francisco Ros Perán. Recorde-se que no Governo de Aznar estas competências estavam centradas no Ministério da Ciência e Tecnologia, que agora foi renomeado para Ministério da Educação e Ciência, também à semelhança da transição que se realizou em Portugal com o Governo de Durão Barroso.



Notícias Relacionadas:

2004-05-24 - Telefonia móvel conquista 20 por cento dos lares espanhóis

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.