A Iridium Satellite LLC enviou uma proposta à Federal Aviation Administration (FAA), entidade americana responsável pela segurança na aviação comercial, sugerindo a adopção da sua rede de comunicações via satélite para seguir em tempo real o que se passa nos cockpits, transmitindo as vozes registadas assim como os dados do voo.


No comunicado da Iridium, esta empresa apresenta as suas soluções para a aviação para serem aplicadas como alternativa às caixas negras dos aviões comerciais. Esta proposta surge no seguimento do pedido da FAA à indústria aeroespacial e de telecomunicações no sentido de proporem soluções que aumentem a segurança na aviação após os atentados terroristas de 11 de Setembro.


O serviço da Iridium poderá permitir uma resposta em tempo real a qualquer problema ou emergência que surja durante um voo, podendo ser accionado dentro do avião ou pelos controladores aéreos em caso de suspeita.



O custo deverá ser de cerca de 50 mil dólares (perto de 11 mil contos ou 54.500 euros) por cada avião equipado com este sistema de segurança, e a transmissão contínua de voz e dados num voo de quatro horas pode custar 200 dólares (43.600 escudos ou 217 euros).



As "caixas negras" vão registando os dados e gravando os diálogos dos pilotos dos últimos trinta minutos, que numa eventualidade de desastre possam mais tarde ser recuperadas para determinar factos nos processos de investigação a que todos os acidentes aéreos estão sujeitos. Contudo nem sempre é possível recuperar as "caixas negras" nos locais dos acidentes (como no caso de acontecerem no mar), apesar destas serem construídas para resistir a grandes impactos e a temperaturas elevadas.



A rede da Iridium dispõe de 66 satélites em órbita baixa, e o seu desenvolvimento terá custado 5 mil milhões de dólares (cerca de mil milhões de contos ou 5.400 milhões de euros) foi lançado em finais de 1998, mas no verão seguinte entrou em processo de falência, tendo em conta as dívidas da empresa, encerrando os seus serviços em Março de 2000. A rede de telecomunicações via satélite voltou a ser adquirida pela Iridium Satellite que pagou apenas 25 milhões de dólares (cerca de 5 milhões contos) pelo sistema, restabelecendo o serviço em Março de 2001 com um mercado-alvo diferente, que incluía companhias aéreas e petrolíferas.




Notícias Relacionadas:

2001-02-01 - Procura de telefones por satélite aumenta com ataques terroristas

2001-03-29 - Iridium volta a funcionar

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.