A primeira fase de instalação de redes comerciais com tecnologia LTE já começou, embora ainda estejam disponíveis poucos equipamentos que suportam a nova norma móvel de quarta geração. Mas a adesão será gradual, como indicam os dados de um estudo da Maravedis, com o mercado Europeu e a China a dinamizar o crescimento a partir de 2012.

De acordo com a consultora, até 2015 os 25 maiores operadores de LTE vão ultrapassar aos 220 milhões de assinantes de serviços móveis com esta tecnologia, embora dominem os terminais dual mode 3G/LTE.

Cintia Garza, co-autora do relatório, assinala o facto de 70% dos operadores inquiridos neste relatório terem assistido a uma suplicação do tráfego nas suas redes em 2009. Ainda antes de avançarem com as redes LTE quase todos os operadores vão continuar a apostar em tecnologias evolutivas baseadas em 3G, nomeadamente o HSPA/HSPA+, que está nos planos de 84% dos operadores, enquanto uma percentagem mais pequena (16%) deve implementar CDMA/EVDO.

O investimento previsto nas redes para suportarem a tecnologia de quarta geração deverá ultrapassar 14 mil milhões de dólares. Basharat Ashai, co-autor do relatório admite que inicialmente o LTE será implementado em espectro não utilizado ou recentemente adquirido, incluindo os 700 MHz, 2,3 GHz e 2,5-2,7 GHz.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.