A Motorola, segunda maior fabricante mundial de telemóveis, anuncia hoje os seus planos para o lançamento do seu primeiro terminal que conjuga tecnologia Java com o sistema operativo
open source Linux. A companhia prevê ainda lançar mais modelos baseados nessa plataforma livre, o que será considerado um ataque pelas produtoras de software proprietário, como a britânica Symbian, com quem a Motorola colaborou.

O anúncio representa também a rejeição da Microsoft, que tem tentado abrir caminho com o seu software para dispositivos móveis, e a Qualcomm, responsável pela plataforma Brew. O A760 será o
primeiro terminal da Motorola baseado em Java e Linux e deverá ser lançado na Ásia durante o terceiro trimestre do ano, seguindo-se em 2004 os mercados europeu e norte-americano. O telemóvel terá um ecrã a cores, uma câmara digital e um leitor de áudio MP3, bem como tecnologia wireless Bluetooth.

Inicialmente, o Linux será instalado nos modelos de gama média e de topo de gama da Motorola, mas eventualmente os terminais mais económicos poderão também correr o sistema operativo open source, de forma a abranger gradualmente a maioria do portfolio da fabricante. Esta plataforma é desenvolvida e mantida colectivamente por um enorme grupo de programadores open source, muitos dos quais trabalham para companhias como a IBM e a Hewlett-Packard que geram grandes vendas com servidores empresariais complexos correndo este ambiente.

Actualmente, contudo, várias pequenas empresas estão a promover a utilização do Linux em dispositivos de menores dimensões. Uma das quais é a MontaVista, empresa que
através de uma parceria com a Motorola, irá fornecer-lhe a versão que será empregue nos telemóveis. Em Janeiro, a MontaVista afirmou que estava a desenvolver uma distribuição do sistema operativo destinada a telefones
celulares. Esta companhia dedica-se apenas ao mercado de dispositivos
embedded, como leitores de DVDs e routers de redes.

Os telemóveis Linux da Motorola irão correr a linguagem de programação Java, criada pela Sun Microsystems e que permite o desenvolvimento de aplicações capazes de correrem em todo o tipo de processadores e sistemas operativos. A Motorola lidera um consórcio industrial que determina as funcionalidades Java a serem disponibilizadas em dispositivos pequenos como telemóveis e em que participam a Nokia, Vodafone, Samsung, NTT DoCoMo e a Symbian.

Notícias Relacionadas:
2003-01-31 - Sun
elabora princípios de utilização de tecnologia Java em telemóveis

2003-01-14 - Nokia
adapta kit de ferramentas Java para Linux

2002-12-19 - Sony e
Matsushita desenvolvem Linux para consumíveis electrónicos

2001-07-31 - Red
Hat vai lançar um sistema operativo para telemóveis

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.