A finlandesa Nokia aparece no topo da tabela do Guia da Electrónica Verde da Greenpeace, criado para classificar as empresas em função dos processos de reciclagem e da utilização que fazem das substâncias químicas na produção de equipamentos, seguida da Samsung. No lado oposto da tabela surgem a Philips, Microsoft, Sharp e Nintendo, as quatro com os piores resultados da análise.

No caso da Nokia, a empresa recupera a liderança perdida na edição anterior do guia ao obter sete pontos em dez possíveis. A subida deve-se à melhoria da sua política de recolha de resíduos electrónicos em territórios como a Índia.

Outro avanço sentido este ano é protagonizado pela Fujitsu Siemens Computers que, com 5,5 pontos, sobe do 15º posto para o terceiro. Até 2010, a companhia pretende eliminar a utilização de retardadores de chama à base de bromo, os BFRs, em toda a sua gama de produtos. Já a quarta posição da tabela é ocupada pela Sony Ericsson e a quarta pela Sony, ambas com 5,3 pontos.

No que se refere à eficiência energética, os melhores resultados foram atribuídos à Apple, Nokia, Sony Ericsson e Samsung. Por seu turno, a Toshiba e a Lenovo melhoraram as suas políticas de protecção ambiental no que se refere a práticas com impacto a nível das alterações climáticas.

A análise também diz que a Philips é a "única empresa que obtém uma má pontuação, tanto no que se refere à recolha de resíduos electrónicos como à sua reciclagem". Nos últimos postos aparecem ainda empresas como a Microsoft (2,2 pontos), Sharp (3,1) e Nintendo, que fecha o ranking com 0,8 pontos.

Notícias Relacionadas:
2008-07-09 - iPhone continua pouco ecológico para a Greenpeace

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.