A Nokia anunciou que vai voltar a integrar o WiMax Forum, uma organização para a promoção da tecnologia de acesso à Internet com o mesmo nome que abandonou por livre vontade no passado mês de Maio, noticia a imprensa internacional.



Durante a conferência anual Connections, que decorreu esta semana, o director-geral para a área de negócio de rede da Nokia, Sari Baldauf, referiu os jornalistas que a fabricante tinha decidido abandonar o fórum porque o WiMax não tinha impacto nos seus planos de negócio a curto-prazo, mas que mudou de opinião considerando o grande envolvimento do resto da indústria das telecomunicações na promoção da tecnologia.



A tecnologia WiMax, baseada no protocolo 802.16, é uma tecnologia wireless e por isso com custos bastante inferiores ao DSL ou cabo, que carecem de infra-estruturas físicas em toda a área de cobertura do serviço, ao contrário do WiMax que permite cobrir as últimas 30 milhas até casa do cliente com tecnologia sem fios.



Na altura em que abandonou o Fórum, a Nokia, um dos seus membros fundadores, referiu que não iria renovar a sua subscrição porque preferia concentrar-se na norma 802.11, o Wi-Fi, e no 3G em vez da tecnologia 802.16.



Agora, mantendo que os seus objectivos de curto prazo estão relacionados com essas mesmas tecnologias, a fabricante finlandesa considera no entanto que não pode ignorar a WiMax dado o apoio que a tecnologia tem reunido entre os grandes players da indústria de telecomunicações. "A decisão foi, talvez, tomada de um ponto de vista muito prático, em vez de considerar aquilo que o resto do mundo está a fazer", justificou o responsável da Nokia.



Notícias Relacionadas:

2004-05-27 - France Telecom testa tecnologia wireless de banda larga em zonas remotas

2004-03-26 - Intel e Alcatel associam-se para a comercialização de equipamentos WiMax

2004-01-22 - Banda larga wireless pode trazer mais 5 mil milhões de utilizadores para a Internet

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.