A proposta é de uma empresa brasileira que está a negociar o sistema de informação aos encarregados de educação com cinco escolas portuguesas. Para além das funções tradicionais, o sistema permite que os pais recebam no telemóvel informação em tempo real sobre o que se está a passar na escola. Exemplo: se o filho chega atrasado ou falta a uma aula, relata o Diário de Notícias, que avança a informação.

Para além deste controlo reforçado do dia-a-dia escolar, o encarregado de educação pode usar o sistema para conhecer as notas do aluno e compará-las com as notas de alunos de outras turmas, conhecer datas de testes, agenda de eventos, conteúdos disponíveis na biblioteca da escola e tempo que o aluno lá passa.

Os alunos têm de usar um cartão - como já existe em várias escolas através de outros sistemas - e a partir do qual vai sendo registada informação que, neste caso, chega ao telefone dos pais em forma de alerta o que representa a maior novidade do sistema. O mesmo cartão também permite definir um plafond para consumos na escola a pagar pelo encarregado de educação no final do mês, evitando a circulação de dinheiro.

Antes de ser implementado, o sistema, que está a ser avaliado por escolas em Lisboa, Porto, Braga, Tomar, Leiria e Marinha Grande, terá de ser analisado e aprovado pela Comissão Nacional de Protecção de Dados. O objectivo, garante o diário, é no entanto o de implementar o sistema ainda este ano. A empresa em questão é a Totvs que no Brasil já instalou o sistema em 2.500 escolas.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.