A recuperação gradual da economia global, a procura de terminais equipados com câmara e os serviços wireless avançados irão ajudar a que o mercado mundial de telemóveis cresça 9,7 por cento em 2003, superando a subida de 2,1 por cento prevista para este ano, segundo a Japan Electronics and Information Technology Industries Association (JEITA).



A associação japonesa crê que as vendas globais de dispositivos atinjam os 434,5 milhões de unidades em 2003, acima dos 396,1 milhões estimadas para este ano.



Os valores são coincidentes com as estimativas apresentadas na semana passada pela gigante dos telemóveis Nokia. De acordo com a Reuters, a fabricante finlandesa prevê que o mercado mundial de telemóveis cresça cerca de 10 por cento em 2003 face aos 400 milhões de unidades deste ano.



O mercado japonês, o terceiro maior do mundo na área móvel, deverá atingir os 42 milhões de unidades no próximo ano quando para este se prevê que a procura se traduza em 41,2 milhões, indica a JEITA.



O Japão retornará assim aos crescimentos depois de uma queda de 16,7 por cento e 12,7 por cento no ano passado e este ano, respectivamente, auxiliado por uma cobertura alargada e por uma maior autonomia das baterias dos telemóveis nas redes de terceira geração.



Em 2003, a China deverá manter o lugar de maior mercado do mundo em 2003 com 109 milhões de terminais, numa subida de 19,7 por cento. A seguir surgem os Estados Unidos, com 46 milhões, num crescimento de 7,8 por cento, salientou a associação.



Notícias Relacionadas:

2002-11-28 - Vendas de telemóveis recuperam no terceiro trimestre de 2002

2002-10-07 - Outsourcing responsável por 38% da produção de telemóveis em 2007

2002-03-11 - Vendas mundiais de telemóveis desceram pela primeira vez em 2001

2002-02-05 - Substituição de telemóveis continua a dinamizar vendas em Portugal

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.