As redes HSPA deverão somar mil milhões de utilizadores em 2012, avança uma previsão divulgada pelo Fórum UMTS recentemente. De acordo com o estudo, o High Speed Packet Access (HSPA), na sua forma de downlink (HSDPA) ou uplink (HSUPA), vai contribuir de forma muito significativa para estimular as receitas médias por cliente e oferecer novos serviços.



A nova previsão estima que os operadores móveis possam ter receitas anuais de 56 mil milhões de euros graças à utilização desta tecnologia que imprime maior velocidade de transmissão de dados ao 3G, reduzindo custos de operação e abrindo a possibilidade de oferecer novos serviços.



Com o HSPA tornam-se economicamente mais viáveis serviços mais exigentes em termos de largura de banda como televisão móvel, vídeo, download de música, aplicações de negócio, entre outros.



As primeiras ofertas comerciais suportadas por este upgrade na tecnologia móvel de terceira geração WCDMA estão previstas para este ano em vários países, incluindo Portugal onde, pelo menos a Vodafone, já anunciou planos para fazer a migração da sua rede durante este ano.



De sublinhar que os upgrades anunciados para este ano, como o da Vodafone, dizem respeito à versão da tecnologia que introduz melhorias na velocidade ao nível do downlink (HSDPA). A versão do HSPA que trabalha as melhorias ao nível do uplink (HSUPA) só será lançada no próximo ano.



Em termos globais o relatório do Fórum UMTS prevê que já este ano o 3G gere receitas de 17 mil milhões de euros, um valor que em 2012 deverá subir para os 120 mil milhões de euros.



Notícias Relacionadas:

2006-02-16 - Mercado das comunicações móveis na EMEA cresce até 2009

2006-02-13 - Utilizadores UMTS chegam aos 50 milhões no final de Janeiro

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.