No primeiro semestre deste ano a Sonaecom pretende formalizar um pacote de queixas na Comissão Europeia denunciando um conjunto de questões regulatórias que considera nocivas à concorrência no sector.



A empresa tem também como prioridades a constituição de uma oferta triple play de IPTV, o relançamento das marcas Optimus, Novis e Clix, apostando numa maior integração entre estas duas últimas unidades e o reforço da aposta nas tecnologias de banda larga: ADSL (no fixo) e HSDPA (no móvel).



A propósito do serviço triple play, Luís Reis, administrador da Sonaecom, explica que a empresa está já a realizar testes técnicos e em breve vai iniciar testes comerciais, enquanto está também a assinar contractos com os operadores de televisão para a área de conteúdos.



O arranque comercial desta oferta depende no entanto do acesso a um maior número de conteúdos, que neste momento estão sob "domínio da PT", considerou o responsável detalhando que esta iniciativa irá tirar partido dos esforços de investimento da SonaeCom em tecnologias como ADSL 2+, Gigabit Ethernet e softswitches.



Já no que respeita ao recurso da Sonaecom a Bruxelas, este tem por base a convicção da empresa na necessidade de medidas regulatórias estruturais que alterem "a situação monopolista do mercado", sublinharam os responsáveis na conferência de imprensa de apresentação de resultados insistindo na separação de propriedade das redes de cabo e cobre.



Na banda larga fixa, a empresa que introduziu no mercado português novas categorias de débito para o segmento residencial (2/4/8 Mbts), garante que a oferta está a ter boa receptividade e entre pré-registos e clientes conta já com 20 mil utilizadores, lamentando no entanto a lentidão do processo de desagregação do lacete local que atrasa a migração dos clientes servidos pela PT para o novo serviço. Para 2005 a Sonaecom promete novas ofertas nesta área.



Na área móvel, Luís Reis sublinhou que a Optimus está empenhada em ser um dos primeiros operadores 3G do mundo a migrar a sua rede para HSDPA, uma tecnologia que acelera a velocidade de débito do UMTS.



Primeiro ano com resultados líquidos positivos


A Sonaecom fechou 2004 com resultados líquidos consolidados de 39 milhões de euros (ou 18,05 milhões de euros depois de interesses minoritários), confirmando a tendência positiva verificada nos vários trimestres daquele ano e registando um crescimento de 298 por cento.



Neste período as receitas fixaram-se nos 880 milhões de euros, crescendo 5 por cento e os custos operacionais atingiram os 670,6 milhões, caindo 1,1 por cento face a 2003. O EBITDA cresceu 38 por cento passando para 201 milhões de euros.



Por unidades de negócio, a Novis facturou 183 milhões de euros, crescendo 20 por cento em 2004, enquanto o Clix atingiu um volume de negócios de 24 milhões de euros, recuando 29 por cento face a 2003. Ambas as áreas melhoraram os seus resultados líquidos mas mantêm-se no vermelho.



A Optimus melhorou em 4 por cento o seu volume de negócios para os 659,6 milhões de euros e duplicou o resultado líquido para 50 milhões de euros.



A empresa justifica a performance com o esforço "de melhoria na base de custos, através da integração de estruturas, da melhoria de processos e da transferência de tráfego para a nossa rede", explicou Luís Reis.



Para o resultado obtido contribuíram ainda o crescimento de 5 por cento das receitas de cliente da Optimus e o aumento de 14 por cento nas receitas de roaming.



O grupo aponta ainda como factores positivos a expansão do negócio grossista da Novis, que no ano fiscal em análise adquiriu a KPNQuest, e o crescimento de 8 por cento nos negócios de Sistemas de Informação.



Para este ano Luís Reis manifestou o interesse da Sonaecom no reforço de parcerias estratégicas, como a mantida com a France Telecom. Este reforço pode acontecer através de uma tomada de posição na holding - o responsável admitiu que o assunto é falado pelas duas empresas, sem confirmar a existência de negociações - ou através da optimização da actual parceria em áreas como o roaming internacional ou o outsourcing.



Notícias Relacionadas:

2004-11-25 - Tráfego de dados pesa 9,3% nas receitas de serviços da Optimus do 3º trimestre


2004-07-28 - Volume de negócios da SonaeCom aumenta 12% no segundo trimestre


2004-04-28 - SonaeCom alcança resultados líquidos positivos pela primeira vez

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.