Os terminais móveis com capacidade para lidar com dados terão registado em 2003 uma quota de 11 por cento no mercado mundial da telefonia móvel, segundo indica um estudo do ARC Group. A representatividade terá tendência a crescer nos próximos anos, à medida que as suas funcionalidades extra forem atraindo mais adeptos e os preços acabarem por descer significativamente, defende a consultora.



Usados na maior parte das vezes por indivíduos já familiarizados com as redes de dados, os smartphones e outros dispositivos móveis de características avançadas representam uma potencial fonte de receita de dados wireless, o que, na opinião do ARC Group poderá encorajar os operadores a subsidiar os terminais.



Do estudo "Mobile Application Platforms and Operating Systems", a ARC conclui também que embora no final do ano passado 97 por cento dos dispositivos móveis inteligentes vendidos integrasse sistemas operativos proprietários, a representatividade dos sistemas operativos abertos irá aumentar.



A comercialização de terminais com plataformas abertas de terceiros alcançou as 9,8 milhões de unidades, respeitantes a smartphones e outros dispositivos de características avançadas, quando para 2008 o ARC Group prevê a venda de mais de 89 milhões de unidades.



A Symbianlidera actualmente o mercado, com uma quota de 68 por cento. A Microsoft detém a segunda posição, com 15 por cento, seguindo-se muito perto a Palm, com uma quota de mercado de 14 por cento.



Em termos geográficos, a Europa surgia como o maior consumidor de terminais inteligentes baseados em plataformas abertas, com uma quota de 46 por cento, traduzida em 4,55 milhões de unidades comercializadas. A popularidade dos parceiros da Symbian - onde se incluem a Nokia, a Sony-Ericsson e a Siemens - e o sucesso alcançado pelos seus terminais, torna improvável que outros possam ultrapassar a quota de mercado registada pela marca num futuro próximo, nesta região, considera o ARC Group na sua análise.



Os Estados Unidos surgem como o segundo maior mercado, com perto de 3,1milhões de unidades vendidas durante 2003. Já na Ásia-Pacífico, a grande parte dos terminais comercializados pelos operadores durante o ano passado baseavam-se em sistemas operativos proprietários (70%), embora tenham sido vendidas 1,35 milhões de unidades de smartphones e outros dispositivos com plataformas abertas.



Notícias Relacionadas:

2004-04-01 - Terminais móveis inteligentes podem comportar riscos de segurança para as empresas


2004-01-26 - PDAs com vendas recorde na região EMEA

2003-11-10 - Microsoft pode ultrapassar Symbian nos smartphones

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.