Durante o terceiro trimestre de 2002, os utilizadores do serviço fixo de telefone geraram 3,5 mil milhões de minutos de chamadas telefónicas nacionais e internacionais, reveladores de uma quebra de 6,8 por cento comparativamente aos 3,8 mil milhões de minutos registados no trimestre anterior. Os dados estatísticos relativos ao serviço da rede fixa de telefone em Portugal, hoje divulgados pela Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom), indicam ainda que este decréscimo foi superior nas chamadas nacionais, com uma queda de 6,9 por cento. Nas chamadas internacionais de saída o decréscimo foi de 2,5 por cento.



Face a idêntico trimestre de 2001, observa-se uma redução de 6,4 por cento no volume de tráfego total encaminhado pelos prestadores do serviço fixo de telefone. Nas componentes nacional e internacional de saída o tráfego decresceu, respectivamente, 6,4 e 6,7 por cento entre os terceiros trimestres de 2001 e 2002.



No período observado, a PT Comunicações foi responsável por aproximadamente 88,7 por cento do tráfego originado total, em minutos. A operadora histórica detém actualmente 89,3 por cento do tráfego nacional e 76 por cento do tráfego internacional de saída.



Cerca de 92 por cento do tráfego total originado no terceiro trimestre de 2002 correspondeu a comunicações realizadas através de acesso directo. A Anacom salienta que este tipo de acesso é mais relevante nas comunicações nacionais do que nas comunicações internacionais de saída.



O número de acessos telefónicos principais ascendia, em Setembro, a 4,35 milhões, menos 0,5 por cento do que o verificado em Junho. Destes, 95,6 por cento são explorados pela PT Comunicações e 4,4 por cento pelos restantes operadores.



No terceiro trimestre de 2002 foram portados mais de 39 mil números, correspondendo a um aumento de 68,5% face ao trimestre anterior, enquanto a taxa de penetração do serviço se posicionou nos 42,1 telefones por cem habitantes.



A Anacom informa ainda que no final do passado mês de Setembro, eram 27 os prestadores do serviço fixo de telefone licenciados, dos quais 14 se encontravam em actividade, sete assegurando tráfego de acesso directo e indirecto, dois exclusivamente tráfego de acesso directo e cinco assegurando apenas tráfego de acesso indirecto.



Notícias Relacionadas:

2002-09-03 - Novos operadores da rede fixa com crescimento mínimo no segundo trimestre

2002-06-12 - PT Comunicações domina 89,1 por cento do mercado de telecomunicações fixas

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.