António Carrapatoso, presidente da Vodafone, voltou a admitir que a empresa está a preparar uma oferta de televisão sobre a sua rede ADSL e especificou que o novo serviço de IPTV deverá ser lançado durante o terceiro trimestre deste ano.

A empresa está neste momento a negociar os conteúdos que irão suportar a oferta, escreve o Jornal de Negócios, citando declarações feitas ontem à noite, à margem do jantar da Associação Portuguesa das Comunicações, um evento onde Carrapatoso foi orador.

Carrapatoso voltou também a afirmar que a filial portuguesa da operadora britânica ainda não tomou uma decisão sobre o investimento na fibra de forma "extensiva e global".

Ainda assim, a empresa continua a defender um modelo de infra-estrutura partilhada como o mais viável para o desenvolvimento de uma infra-estrutura deste tipo no país, embora mostre pouca crença relativamente à capacidade de isso ainda vir a acontecer.

Na sua perspectiva a partilha do investimento a três tornaria o projecto sustentável, referindo-se a uma união entre Sonaecom, Vodafone e Zon, já que a PT mantém desde o início uma posição contra o investimento partilhado. Contudo, também a união a três se revela impossível pois foi recusada pela Zon.

Carrapatoso admitiu ainda à imprensa que pode estar de saída da Vodafone, pelo menos das funções executivas. Há 18 anos na empresa, o responsável já tinha admitindo antes a vontade de abraçar outros projectos. Ontem, confirmou que depois da próxima Assembleia-geral o assunto fica decidido, adianta o diário. O mandato de Carrapatoso para a presidência executiva terminou em 2008 mas o responsável continua em funções até à reunião de accionistas em Junho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.