A notícia surgiu primeiro em dois jornais alemães, que citavam um relatório interno e uma carta do presidente da empresa. Ontem a informação acabou por ser confirmada à Reuters por um porta-voz da operadora.



A justificar a decisão a Vodafone aponta a agressiva política de preços da concorrente T-Mobile (da Deutsche Telekom) nos smartphones e o impacto das medidas regulatórias.



A operadora queixa-se dos preços das tarifas de terminação, um valor pago entre operadores. Tal como volta a acontecer em Portugal este ano, estas tarifas têm vindo a descer, reduzindo o nível de remuneração dos operadores pela terminação de chamadas na sua rede.



O porta-voz da empresa que confirmou a necessidade de redução da equipa de colaboradores alemães, adiantou ainda que o plano será implementado no âmbito de um programa que se prolonga pelos próximos dois anos.



A notícia avançada pelos dois jornais alemães detalhava ainda que os recursos que a Vodafone planeia reduzir na Alemanha contratará noutros mercados, onde os custos da mão-de-obra, sobretudo nos quadros juniores, sejam mais reduzidos.



As áreas da companhia mais afetadas pela medida de reestruturação serão as de redes e apoio ao cliente. Os mercados que provavelmente receberão um reforço de investimento da operadora nestas áreas serão a Roménia e a Índia.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.