Com quase década e meia de história, a Viatecla tem vindo a adaptar-se à evolução do mercado, mantendo como core business o desenvolvimento de software empresarial e consultoria em sistemas. Na semana passada a empresa realizou o OpenDay Viatecla, onde abriu as portas à comunidade para mostrar e partilhar o desenvolvimento e a sua visão para as soluções tecnológicas que desenvolve.

Pedro Seabra, CEO da Viatecla, abriu também as portas ao TeK para explicar a estratégia da empresa e desvendar alguns planos para o futuro, onde o enfoque está no turismo, media e a área de enterprise.

TeK: A ViaTecla tem feito uma aposta muito significativa nas soluções de Vídeo com o FutureBOX.TV e o Bridge4media. Qual é o balanço deste investimento da empresa? O mercado já está maduro para estas soluções?

Pedro Seabra:
A VIATECLA tem apostado em nichos de mercado onde consegue dar valor acrescentado com a sua visão pragmática e inovação. O Vídeo, é uma área onde a VIATECLA já trabalha há muito. Desde 1998 que deu origem a um spin-out, a DotonTheBox, empresa que de 2000 a 2003 trabalhou com a TVcabo e Microsoft na MS TV, projecto pioneira de TV Interactiva. Neste momento, e desde 2007, retomámos a aposta nesta área porque acreditamos que é um sector com grandes oportunidades, tanto na área de comunicação através de vídeo como por exemplo a área de Corporate TV e Digital Signage, passando também pela área de distribuição de conteúdos de vídeo pagos tal como o IPTV. O mercado ainda está longe de estar maduro e cada vez surgem mais oportunidades e modelos de distribuição, o que cria grandes oportunidades para as nossas soluções.

Actualmente já contamos com clientes de referência, tanto nacionais, como internacionais. Na nossa opinião é já uma aposta ganha embora ainda esteja no início.

[caption]Pedro seabra[/caption]TeK: Sei que a área de soluções de Vídeo tem representado também um dos vectores de internacionalização. Como estão a correr as negociações com clientes internacionais?

P.S.:
Muito bem. A parceria com a Acetrax, empresa líder em distribuição de catálogos de filmes na Europa, foi uma aposta ganha e hoje temos projectos em mais de 5 países, além do projecto com a Samsung e a Toshiba. Para além de estarmos a exportar a nossa tecnologia para alguns mercados europeus, estamos a olhar também para o outro lado do Atlântico, nomeadamente para o Brasil. É um mercado de enorme potencial.

TeK: Num cenário de maior contenção económica, quais as estratégias que a empresa está a desenvolver para promover a continuação do investimento dos clientes nas suas soluções?

P.S.:
A crise é uma oportunidade. As nossas soluções permitem, por um lado, que haja uma racionalização e optimização de recursos, e por outro, uma maior potenciação de negócio para os clientes. Por exemplo, no sector de turismo, as novas features do KEY4Travel permitem que os operadores possam maximizar a venda de viagens online, com funcionalidades que acrescentam valor ao consumidor, como pesquisas mais fáceis, conteúdos mais adequados ao perfil, gestão de viagens e rotas. Também no sector de Media temos novidades, este mercado tem estado a potenciar os seus investimentos online com as nossas soluções, sendo um sector que está a passar por uma fase de reinvenção com o decréscimo da publicidade nos meios tradicionais, criando claramente uma oportunidade para a VIATECLA. Por fim, estamos a analisar novos mercados, onde esperamos poder desenvolver novas oportunidades.

TeK: Para além do vídeo, em termos de desenvolvimento aplicacional, quais são as linhas estratégicas que a Viatecla vai desenvolver a médio prazo?
P.S. :
Temos três sectores estratégicos, onde estamos há vários anos e onde oferecemos produtos únicos e diferenciadores: o sector do turismo, o sector de media e o sector enterprise, mais genérico, na área da gestão de processos. Depois, estamos a entrar em novos sectores, não especificamente com os nossos produtos core, mas com declinações e adaptações que estão a resultar em novas oportunidades: o sector da banca, energia, e outros.

No ano passado apostámos em novos módulos da plataforma KEYforTravel, muito
bem recebidos pelo mercado nacional e internacional, e no Bridge4Media, a solução de gestão completa de media assets e vídeos. Mas o nosso InnovationLabs, onde os nossos produtos são incubados, está a preparar lançamentos que iremos apresentar em breve.

TeK: Quais as oportunidade que se abrem com os novos formatos móveis e de tablets, como o iPad? Esta é uma área em que também estão a investir?
P.S.:
Sim. Já temos desenvolvidos alguns protótipos para o iPad e estamos numa fase de ouvir os nossos clientes, tanto na área do Turismo como Media, ambas áreas que podem vir a fazer uso destes novos devices de uma forma muito importante para os seus negócios.
Também lançámos no início deste ano o novo modulo mobile para a plataforma KEYforTravel que permite dar uma nova dimensão ao negócio Corporate.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.