A Ricoh anunciou que vai fazer um investimento de 300 milhões de dólares (cerca de 221 milhões de euros) na área de serviços de gestão documental, reforçando a sua aposta nos serviços e identificando a área como estratégia-chave para o crescimento da empresa.

Um dos objectivos avançados pela companhia é atingir a liderança do mercado de Managed Document Services (MDS) nos próximos três anos, o que ajudará a sedimentar a sua transição para um modelo de empresa de serviços.

À margem da conferência de apresentação da nova estratégia, o TeK falou com o presidente executivo da Ricoh para a Europa, David Mills, para perceber a que se deve esta aposta e como conta a empresa atingir a meta a que se propõe.

[caption]David Mills[/caption]

TeK: A que se deve e quando começou a vossa aposta nos serviços de gestão documental?

David Mills: A IKON foi a nossa primeira aquisição, com uma força de vendas e organização significativas e que fornecia serviços de gestão documental nos EUA. Esta aquisição aconteceu há cerca de dois anos - ou dois anos e meio - e parece-me que foi o nosso primeiro avanço neste território. A segunda, mais recente, foi uma empresa que se chama Carl Lamm, na Suécia, que trabalha mais na área daquilo que designamos por serviços de IT - fornecendo serviços, desktops, impressoras, e também servidores para empresas.

TeK: Estão a integrar os serviços deles ou a desenvolver novos serviços com o know-how deles?
David Mills: Estamos a fazer ambas as coisas. Estamos a integrar alguns dos serviços, mas também a desenvolver serviços de gestão documental, porque há apenas alguns concorrentes nessa área e acreditamos que pode constituir uma oportunidade de negócio significativa para nós.

TeK: Mas há empresas que se estão a posicionar da mesma forma, como a Xerox, correcto?

David Mills: Sim, mas eu acho que nós estamos a fazer isto sensivelmente ao mesmo tempo que eles, eu diria mesmo antes. Neste mercado nós temos cerca de mil milhões dólares de receitas, o que é significativo.

TeK: Quem é o líder?
David Mills: Se o medíssemos à nossa maneira, eu diria que nós somos o líder (risos), mas tenho a certeza que a HP ou a Xerox diriam que elas estão à frente. É muito difícil porque não há estudos sobre a indústria nesta matéria, é um "espaço" muito novo… O que posso dizer… se virem o Gartner Magic Quadrant, nos quadrantes de topo, que dizem respeito aos inovadores, aos líderes neste segmento, aparecemos nós, a Xerox e a HP.
Eles são grandes concorrentes. São bons. Mas, naquilo em que nos estamos a concentrar, parece-me que nos assegura três pontos em que nos diferenciamos deles.


TeK:
Essa era a minha próxima pergunta. O que faz da Ricoh uma melhor escolha face à concorrência?
David Mills: Nós somos melhores, antes de mais, porque queremos adoptar uma abordagem global neste negócio. Claro que os nossos concorrentes também são globais, mas nós estamos a afectar uma parte significativa do nosso investimento ao objectivo de trabalhar a uma escala global. Trezentos milhões de dólares é o investimento que estamos a fazer em MDS, mas em Investigação e Desenvolvimento (RD), enquanto empresa, continuamos a investir 6 por cento das nossas receitas globais (que foram de 21 mil milhões de dólares no último ano fiscal).

A abordagem global é um dos nossos "diferenciadores chave", mas há também escalas decorrentes da nossa presença global, nós estamos em 180 países, o que também me parece importante.

Outro factor diferenciador está nos nossos colaboradores. Nós estamos fortemente empenhados em dar formação aos nossos colaboradores em gestão de mudança para sermos capazes de ajudar as empresas a mudar para aquilo que consideramos ser a nova maneira de trabalhar, que são os serviços de gestão documental. Tentamos assegurar-nos que os nossos colaboradores têm competências que lhes permitam ajudar os clientes a mudar nas várias vertentes.

O terceiro diferenciador é o facto de estarmos preparados para trabalhar com outros fabricantes, com o objectivo de fornecer os melhores serviços aos nossos clientes. Se entrarmos naquele edifício ali à frente e dissermos "ok, vamos fornecer-vos serviços de gestão documental", nós adoraríamos que comprassem equipamentos da Ricoh, mas eles podem não querer. Podem querer manter os seus antigos equipamentos. E nós vamos trabalhar com esse equipamento e mostrar-lhe como poderão mudar sem necessidade de novo equipamento. Também significa que queremos que os nossos colaboradores desenvolvam software que permita monitorizar esses equipamentos e oferecer soluções aos nossos clientes. Queremos lidar com uma grande variedade de fornecedores para oferecer esse tipo de soluções. Não é preciso serem máquinas Ricoh, pode ser com outro equipamento.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.