Carlos Vasconcellos Cruz, presidente da maior subsidiária do Grupo PT deixou esta semana de controlar os destinos do negócio fixo da operadora ficando, a partir dessa data, responsável pela supervisão dos negócios internacionais do grupo, numa nova área que ainda não foi criada, comunicou o Grupo à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários.



No seu lugar fica o presidente do conselho de administração do grupo, Miguel Horta e Costa que acumulará as duas funções. A alteração insere-se numa restauração do grupo que pretende verticalizar áreas e separar negócio doméstico e internacional. No âmbito deste realinhamento, as diferentes áreas de negócio passarão a ser agrupadas em cinco diferentes segmentos: gestão de redes, pessoal (móvel), residencial (voz, banda larga e vídeo) e segmento empresarial (voz e dados).



Dentro da PT Comunicações as alterações serão mais profundas e a holding será dividida em três grandes áreas de acção: oferta grossista de rede, clientes empresarias e clientes residências. Dentro destas, Iriarte Esteves - responsável pela TMN e membro da comissão executiva - ficará responsável pela área grossista e segmento de clientes empresariais, desempenhando funções de vice-presidente.



As mesmas funções são atribuídas a Zeinal Bava, que também integra a comissão executiva do grupo e preside à PTM. Através das suas novas funções Zeinal Bava ficará responsável pela gestão de clientes residenciais, que acumulará com a gestão da rede de cabo e negócios Internet (através da PT Multimédia).



Notícias Relacionadas:

2003-10-30 - Horta e Costa sublinha nova visão da PT e destaca integração de produtos e serviços

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.