Joana Ribeiro da Silva, directora da unidade de Negócio Home e Kanguru, da Optimus explicou ao TeK as especificidades da nova oferta hoje lançada pela operadora, que promete triplicar a velocidade das ligações móveis de banda larga, face aos valores actuais. Depois da Vodafone e poucas horas antes da TMN, a Optimus apresentou a nova proposta do Kanguru que propõe um débito até 21,6 Mbps.

TeK: Nos testes que a Optimus realizou em Fevereiro foi possível atingir com a nova tecnologia velocidades de 20 Mbps. É um débito desta ordem que os utilizadores podem esperar ou isto só se verifica em condições?
Joana Ribeiro da Silva:
Como qualquer outra tecnologia de acesso à Internet a tecnologia UMTS/HSPA+ realiza a partilha de recursos entre clientes, pelo que num ambiente real a velocidade é tipicamente inferior à velocidade máxima que a tecnologia permite (neste caso 21.6 Mbps). O que é fundamental para o cliente é a experiência de utilização que o serviço permite. Com o novo equipamento e o novo tarifário Xpress 21.6 esta experiência de utilização será surpreendente, como pudemos demonstrar na sessão de apresentação, onde foram demonstrados débitos estáveis de 16 a 18 Mbps em condições normais de utilização, o que permite por exemplo realizar streaming de vídeo de alta definição sem qualquer interrupção.

[caption]Joana Silva[/caption]

TeK: É referida pela Optimus, para já, uma cobertura de parte das cidades de Lisboa e Porto com a nova oferta de banda larga móvel. Que representatividade terá isso em termos da população destas duas cidades (%)?
JRS.:
Por motivos de concorrência preferíamos não partilhar essa informação nesta fase, mas podemos adiantar que dadas as zonas em causa estarão potencialmente abrangidos centenas de milhares de clientes potenciais.

TeK: Qual o roadmap da Optimus para estender o serviço a novas localizações. Até final do ano que zonas ou percentagem do país terá condições para suportar a velocidade?
JRS:
O alargamento do serviços a novas áreas será efectuado, conforme é habitual, de acordo com a densidade populacional.

TeK: Quais as vossas expectativas em termos de adesão a esta nova velocidade. Nem todos os utilizadores de banda larga sentirão necessidade de reforçar a sua largura de banda e muitos também sabem que o elevado preço do modem tende a descer de forma mais ou menos rápida?
JRS:
Esperamos que a adopção desta nova tecnologia siga a curva típica da adopção de novas tecnologias, em que tipicamente os clientes mais exigentes e com usos mais sofisticados dos produtos adoptam primeiro, a que se segue a maioria dos utilizadores. A rápida evolução dos usos da Internet, em que se multiplicam sites com conteúdos ricos e multimédia, aplicações interactivas e partilha de conteúdos, irá potenciar a adopção de novos serviços de acesso.
Por outro lado, a necessidade que a maior parte dos Internautas sentem de estar sempre ligados à Internet irá potenciar a adopção de serviços avançados em acessos sem fios, de que o Kanguru Xpress 21.6 é o mais recente exemplo.

TeK: A Optimus refere-se a condições especiais de adesão ao serviço para clientes actuais de banda larga Kanguru. Pode detalhar quais?
JRS:
Os actuais clientes Kanguru têm sempre benefícios na aquisição de equipamentos mais recentes, os quais são neste caso um desconto mínimo de 20% e a transferência imediata para o novo tarifário.




Cristina A. Ferreira

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.