Foram ontem entregues ao final da tarde os prémios para a Sociedade da
Informação, uma iniciativa, promovida pela Associação para a Promoção e Desenvolvimento da Sociedade de Informação (APDSI), Oracle e Sun Microsystems. Pela primeira vez foram reunidos num único evento a entrega das várias distinções às personalidades que deram o seu contributo para o impulsionamento desta área no panorama nacional.



A abertura da cerimónia ficou a cargo de José Gomes de Almeida, da
ADPSI, que focou alguns dos critérios necessários para a apreciação e
atribuição dos prémios, nomeadamente a "qualidade do trabalho, a sua
inovação, criatividade, contributo para a Sociedade de Informação, grau de
profundidade de investigação", entre outros.



O mesmo representante realçou que na categoria de Prémio Editorial "são
apenas admitidos trabalhos publicados na imprensa escrita nacional", como
tal, e por cumprir todos os requisitos exigidos, este ano foi reconhecida a
jornalista Alexandra Costa cujo contributo para a Sociedade de Informação e
suas envolventes ficaram patentes no trabalho "Uma Revolução Ansiada", onde
são abordadas as dificuldades com que os cidadãos com necessidades especiais
se debatem no que diz respeito às tecnologias e acesso às mesmas.



A cerimónia prestou este ano homenagem ao já falecido Raul Junqueiro, antigo
presidente da APDC, a quem foi atribuído o prémio "Uma Vida" pela sua
dedicação aos esforços de modernização da sociedade nacional através da
promoção do desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação.
Durante a homenagem foi recordado o percurso do antigo Secretário de Estado
das Comunicações, e o seu empenho na criação de medidas inovadoras no país,
entre as quais, o programa InfoJovem, e a luta que travou na democratização
das redes electrónicas como parte fundamental na formação individual.



Por fim, o trabalho desenvolvido pelo Secretário de Estado Adjunto e da
Administração Interna José Magalhães valeu-lhe o prémio de "Personalidade do
ano da Sociedade de Informação em 2006". Com um discurso animado, o
ex-deputado assinalou a missão da APDSI e salientou a necessidade de tornar
o ciberespaço um meio acessível a todos.



José Magalhães recordou ainda o percurso da Sociedade de Informação não só a
nível nacional como também a nível pessoal, afirmando que apesar de
pertencer à "escola da caneta" recorda quando travou "conhecimento com um
teclado, pela altura da queda do Muro de Berlim. Uma época em que os
equipamentos estavam longe de ser o que são hoje". Desde então "o país mudou
enormemente" atravessando-se actualmente a época "da Web 2.0, do YouTube e
da omnipresença do TCP/IP". O Secretário de Estado afirma que o futuro está
na mão de todos e que, ao contrário do que existia há pouco mais de uma
década, hoje ninguém dúvida da importância da Sociedade de Informação como
"algo pelo qual vale a pena lutar".

Notícias Relacionadas:

2004-10-12 - APDSI atribui prémio Personalidade do Ano 2004 a João Picoito

2003-09-25 - Francisco Godinho distinguido com o prémio Personalidade do Ano na Sociedade de Informação

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.