TeK: Tendo em conta o conceito de utility computing, acha que a forma como as empresas olham para as tecnologias da informação está a mudar em Portugal? Quais são as perspectivas para 2004?

João Moro, HP Portugal
http://imgs.sapo.pt/gfx/226132.gif
Os CIOs portugueses exigem cada vez mais dos seus ambientes e parceiros de TI - mais segurança, agilidade e retorno de investimento em TI (RoIT). Cada vez mais o sucesso das empresas depende de uma perfeita integração da estratégia de negócio com uma infra-estrutura tecnológica que responda rapidamente às decisões tomadas.


A visão da HP para 2004 é simples, mas muito poderosa - HP Adaptive Enterprise Solutions. Num ambiente em constante mudança, procura obter mais e melhor informação, mais rapidamente, de modo a acompanhar a evolução das necessidades das empresas.
Os quatro princípios básicos destas soluções são a simplificação, a estandardização, a modularidade e a integração, que irão ajudar as empresas a optimizar os seus recursos e a obter um melhor retorno do investimento em tecnologias de informação.


A virtualização, um dos pilares da estratégia Adaptive Enterprise da HP, permite a exploração e a partilha de recursos para maximizar a utilização e a disponibilidade, para que os recursos de TI respondam de forma automática às exigências do negócio. As ofertas da HP de virtualização incluem a melhoria do seu ambiente de servidores virtualizado, ofertas pay-per-use, mensagens on-demand, capacidades de clustering, software HP Serviceguard Clustering, soluções de armazenamento virtualizado e soluções de Utility Data Center.

Voltar ao texto principal
Perspectivas 2004 – Mais optimismo para o Ano Novo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.