O quadro de directores da IBM elegeu ontem Samuel J. Palmisano para o posto de director executivo da empresa, ocupando a partir de 1 de Março o lugar de Louis V. Gerstner Jr, que irá manter-se simultaneamente como presidente do conselho de administração da IBM até ao final de 2002. Palmisano desempenhava até agora as funções de presidente da companhia - cargo que vai continuar a exercer - e de director de operações.



Com 50 anos de idade, Palmisano tornou-se presidente e director de operações da IBM em Setembro de 2000, depois de ter ocupado posições de liderança em quase todas as unidades operacionais da gigante informática. Durante o período de detenção do cargo de director da divisão IBM Global Services, as receitas desta unidade aumentaram quase 30 por cento para 32,2 mil milhões de dólares (37,25 mil milhões de euros ou 7,46 mil milhões de contos).



Outra iniciativa em que exerceu uma função de liderança bastante importante foi o projecto de três anos para o desenvolvimento e lançamento da linha de servidores eServer da IBM, que incorpora padrões industriais abertos e um nível de segurança semelhante ao dos mainframes entre todas as plataformas de software.



Como director das divisões de servidores e de enterprise storage da IBM, dirigiu a importante iniciativa de adoptar o Linux, sistema operativo open-source, em toda a linha de servidores da companhia. Actualmente, todos os produtos de hardware e software suportam Linux. Palmisano permaneceu vários anos em posições sénior de chefia na Ásia. Graduado pela Universidade de John Hopkins, entrou para a IBM em 1973 como representante de vendas em Baltimore, no estado norte-americano de Maryland.



O director executivo cessante, Louis Gerstner, de 59 anos, juntou-se à IBM em Abril de 1993. Desde esse período e até ao final de 2001, o preço do título bolsista da empresa subiu mais de 800 por cento e o seu valor de mercado cresceu em 180 mil milhões de dólares (208,26 mil milhões de euros ou 41,75 mil milhões de contos). A companhia também conquistou quota de mercado em sectores importantes, como o dos servidores, software, armazenamento de dados e microelectrónica. A IBM recebeu mais patentes nos Estados Unidos do que qualquer outra empresa durante nove anos consecutivos.



A IBM também aproveitou o dia de ontem para anunciar que John J. Thompsom, vice-presidente da companhia, vai-se reformar da empresa e do quadro de direcção no dia 1 de Setembro. Também com 59 anos de idade, Thompson é actualmente responsável por identificar e apoiar o desenvolvimento de iniciativas com grande potencial de crescimento, gerindo também a estratégia técnológica e de negócio da IBM a nível mundial.


Para além disso, foi um dos principais responsáveis pela transformação do grupo de software da IBM num negócio de 13 mil milhões de dólares (15 mil milhões de euros ou 3 mil milhões de euros) e no líder mundial em middleware. Foi Thompson quem administrou as aquisições da Lotus e da Tivoli. Desempenhou ainda as funções de presidente e director executivo da IBM Canadá no final dos anos 80.



Notícias Relacionadas:

2002-01-29 - Lotus anuncia que vai adoptar J2EE e revela versões beta de Domino e Notes 6

2002-01-25 - IBM aposta no lançamento de mainframes Linux

2000-05-17 - IBM põe Linux nos mainframes

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.