Numa altura em que o Governo está a preparar a mudança da lei de proteção dos direitos de autor no mundo digital, e também a alteração das taxas para a cópia privada com o alargamento dos dispositivos abrangidos, o TeK lançou no início deste mês uma nova votação para tentar tomar o pulso à opinião dos leitores sobre o tema e perceber quais as opções mais desejadas.

Sempre que surgem notícias sobre o possível endurecimento de medidas legislativas aplicadas à cópia de conteúdos digitais é fácil perceber pelas caixas de comentários que este é um tema fraturante: de um lado os acérrimos defensores da liberdade de copiar e reproduzir, e de outro os que acreditam na proteção dos conteúdos e na penalização da cópia. E por isso na votação não seria de esperar um comportamento diferente.

As várias opções foram sujeitas a votação intensiva, sobretudo as duas mais extremadas, com "guerra" de votos e de comentários em várias notícias que iam dando conta da evolução mais ou menos rápida do volume de votos. Mas o equilíbrio entre as cinco alternativas possíveis foi sempre sensivelmente o mesmo e por isso hoje fazemos a contagem final.

Perante a pergunta sobre qual o modelo que o Governo deve escolher na alteração da legislação, há duas escolhas dominantes. Sem surpresa, a rivalidade entre o modelo de penalização e o de liberalização fez com que estas fossem as opções mais votadas.

[caption]votação[/caption]

Entre os 8.371 votos reunidos, as duas opções conseguiram um total de 78% das escolhas.

Mas a mais votada de todas foi a que preconiza a implementação de modelos que não criminalizem o utilizador, com 40% dos votos.

Seguiu-se de perto a defesa do modelo dos três avisos, o sistema que é usado em França, com 38% das escolhas.

Ainda assim 19% dos leitores fizeram a sua opção pela defesa de que não é necessário mexer na lei.

Já as alíneas que sugeriam o reforço da prevenção e o alargamento de taxas a novos dispositivos de gravação só receberam 2 e 1% dos votos, respetivamente.

Recordamos que sistema de votação serve apenas para medir as tendências de opinião dos leitores do TeK e não tem por objetivo substituir qualquer sondagem, estando sujeita a "picos" de entusiasmo dos leitores mais empenhados.

A caixa de comentários abaixo está aberta para todos os que queiram deixar o seu testemunho e esclarecer as opções feitas no questionário, debatendo também os resultados.

Entretanto já está online uma nova votação sobre as mais valias do tablet Surface que chega às lojas portuguesas a 14 de fevereiro. Esperamos uma participação igualmente entusiástica.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.