O Snapchat anunciou esta terça-feira novidades para as aplicações nos sistemas operativos Android e iOS com o Discover, um agregador de notícias de alguns dos principais meios de comunicação e entretenimento como a BBC, o Daily Mail e a Yahoo News. Estas funcionalidades colocam a app na mira de mais possíveis utilizadores e as novas receitas conseguidas com a publicidade elevam ainda mais o capital da empresa.

Atualmente com 100 milhões de utilizadores ativos todos os meses, o Snapchat é terceira rede social mais utilizada do momento. O conceito passa por enviar mensagens, fotos ou vídeos que se "autodestroem" num espaço máximo de 10 segundos, podendo até alertar o remetente se o seu conteúdo foi captado através de uma captura de ecrã.

Com as recentes injeções de capital e a inclusão de publicidade, a empresa passou de milhões a mil milhões de euros e de milhares a milhões de mensagens partilhadas todos os dias. Agora, com a nova ferramenta de agregador de notícias, o software oferece serviços com uma qualidade tão confiável que há até quem a possa utilizar sem enviar um único 'snap'.

Nova aparência e mais funcionalidades

Apesar de a atualização desta semana não trazer alterações drásticas, existe um novo botão na parte superior da janela para tirar a fotografia, que mostra uma forma mais fácil de adicionar pessoas através daquilo que se assemelha a um código QR.

Para adicionar alguém à lista de contactos, basta apontar a câmara para o código da outra pessoa e esperar que a sincronização aconteça. Esta nova janela permite também aceder à lista de contactos e às configurações.

Na caixa de snaps recebidos existe também um novo botão para iniciar uma conversação com alguém sem a necessidade de enviar uma foto ou um vídeo.

O agregador de (conteúdos que nem sempre são) notícias

CNN, MTV, Cosmopolitan, Daily Mail, Bleacher Report, Food Network, National Geographic, People, Vice, Yahoo News e Fusion: estas são as fontes de conteúdos atualmente existentes no Discover. A nova ferramenta do Snapchat pode ser acedida na secção da "História", onde estão todos os snaps disponíveis para visualização durante um período de 24 horas.

O objetivo do Discover não é trazer as notícias da atualidade ou concorrer diretamente com outras aplicações com serviços semelhantes, como o feedly. Em vez disso, o Snapchat preocupou-se em levar conteúdos na ordem do dia num estilo de reportagem, que possam ser lidos em qualquer hora do dia nos chamados "tempos mortos".

Bonito e fácil, mas uma possível ameaça para o saldo

A navegação pelas notícias é excelente. Logo após clicar no ícone do meio de comunicação social, todo o controlo da aplicação e feito através de deslizes no ecrã, seja para passar de uma notícia para a outra (da esquerda para a direita), para saber mais sobre a notícia em questão (de baixo para cima) ou para voltar ao menu inicial de qualquer ponto do serviço (de cima para baixo).

Os conteúdos apresentados podem trazer uma galeria de fotos, notícias mais extensas sobre um determinado tópico ou simplesmente uma reportagem em vídeo. Apesar de a diversificação ser um dos pontos positivos, isto pode levantar problemas quanto ao consumo de dados quando o utilizador está ligado a uma rede móvel.

Por fim convém referir que o conceito de "autodestruição" também está bem patente no novo serviço do Snapchat. Não, ninguém terá de ler uma notícia em apenas 10 segundos, mas os conteúdos ficarão disponíveis somente durante 24 horas, sendo depois substituídos por novos conteúdos no dia seguinte.

Até nos esquecemos de que o Snapchat é uma rede social

Com um design moderno, intuitivo e fácil de utilizar, o Discover apresenta um conceito tão bom que até merecia uma aplicação unicamente dedicada para o seu uso. Para utilizar o serviço, o utilizador terá de criar uma conta no Snapchat, mas nunca ninguém falou na obrigatoriedade de ser participativo na rede social, o que pode levar ao interesse de muitas mais pessoas.

Contudo, os conteúdos apresentados poderão não encher as medidas de toda a gente. A existência 11 fontes de comunicação oferece alguma diversidade de conteúdos, mas existem dezenas (ou centenas) de muitos outros meios, como o New York Times, que podem enriquecer esta secção da aplicação. Falta, por exemplo, uma fonte especialmente dedicada a tecnologia.

Para além disso, a forte componente multimédia do Discover poderá torna-lo praticamente inacessível para utilizadores com equipamentos mais antigos. A existência de vídeos entre as notícias é frequente e isso acabar por limitar a experiência, podendo forçar por vezes ao encerramento forçado da aplicação.

Apesar da margem de evolução que o serviço ainda tem, já vale a pena experimentar esta nova vertente do Snapchat.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.