A Altice já deu a conhecer os finalistas da terceira edição do seu International Inovation Award. Das 90 candidaturas, foram selecionadas as ideias que demonstram que são capazes de usar de forma mais disruptiva a tecnologia a favor do progresso da sociedade. Ao todo estão em destaque seis projetos portugueses e seis franceses nas categorias Academia e Startups.

Em Portugal, a área da Academia tem como finalistas os projetos Knowledge extraction from semi-structured sources, Neural Motor Behaviour in Extreme Driving e Powering Live Event-Plots with Media AI. No que toca a startups, a Heptasense, iLoF e YData são as três empresas portuguesas apuradas.

Já Arcadia, Culture Pic e Sorting and collecting organic work sagraram-se como os projetos finalistas franceses na categoria. Ecodisplay, IXXO BLOCKCHAIN e TrackAp são as startups francesas apuradas para a final.

A startup que chegar ao primeiro lugar da categoria receberá não só um prémio de 50.000 euros, mas também terá a possibilidade de beneficiar um piloto de seis meses com o Grupo Altice. Tal como indica a empresa em comunicado, o vencedor da categoria Academia será reconhecido com um prémio de 25.000 euros.

À semelhança das edições anteriores, a Altice International Inovation Award conta com a parceria da Agência Nacional de Inovação. A ANI vai premiar um dos finalistas portugueses com a distinção Born from Knowledge no valor de 5.000 euros.

Os finalistas vão defender as suas ideias na Final, a 13 de novembro, perante um extenso painel de júris que conta com figuras como Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice; Chiara Manfletti, Presidente da Agência Espacial Portuguesa; ou ainda António Saraiva, Presidente da Confederação Empresarial de Portugal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.