As bolsas são financiadas pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) e depois de no ano passado terem sido atribuídos 6 bolsas, este ano são 12 os alunos de doutoramento a apoiar pelo programa CMU Portugal, tendo acesso a uma graduação dupla, entre a CMU e a universidade portuguesa parceira da iniciativa.

Os doutorandos que terminarem a sua formação com sucesso recebem dois diplomas, um deles atribuído pela Carnegie Mellon University e outro pela universidade portuguesa parceira. No programa participam a Universidade de Aveiro, Universidade Católica Portuguesa, Universidade de Coimbra, Universidade de Lisboa, Universidade Nova de Lisboa, Universidade do Minho e a Universidade do Porto.

“O nosso objetivo este ano é conseguir aumentar o número de candidatos admitidos na CMU e dar-lhes a oportunidade de obterem um grau duplo em parceria com uma das mais prestigiadas Universidades norte-americanas e financiado a 100%” avança Rodrigo Rodrigues, um dos diretores do Programa CMU Portugal, em comunicado à imprensa.

Os candidatos têm de passar um rigoroso processo de admissão na Carnegie Mellon, sendo depois admitidos e integrados como alunos regulares da Universidade Norte-americana, com todos os benefícios associados.

"Ao serem aceites beneficiam de uma experiência que lhes abrirá ligações com plataformas internacionais de investigação e um contacto privilegiado com pares nas áreas das Tecnologias de Informação fundamentais para virem a concorrer num sector que é cada vez mais competitivo", explica Nuno Nunes, codiretor do programa.

Os prazos para a submissão das candidaturas para o ano académico 2020/2021 variam consoante as áreas de investigação a concurso variam consoante a área: 12 de dezembro para Informática (Computer Science), Interação Pessoa-Máquina (Human-Computer Interaction), Tecnologias de Língua Falada (Language Technologies), Robótica (Robotics) e Engenharia de Software (Software Engineering); dia 15 para Engenharia e Políticas Públicas (Engineering and Public Policy) e 31 de dezembro para Engenharia Eletrotécnica e de Computadores (Electrical and Computer Engineering).

Segundo a informação, as bolsas contemplam o pagamento integral das propinas tanto na CMU como em Portugal, assim como um subsídio mensal durante o período da bolsa. A duração é de 5 anos, renovada anualmente, dos quais 3 anos serão passados em Portugal e 2 anos na CMU.

O programa CMU Portugal conta com 13 anos de experiência na atribuição de bolsas de doutoramento de grau dual e desde a sua criação já entraram no programa 124 estudantes, sendo que 76 já obtiveram o grau dual.

No site há mais informação sobre as candidaturas e o acesso ao programa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.