A plataforma escolhida para disponibilizar acesso a um conjunto de software desenvolvido pelo Facebook AI Research foi a Torch, uma rede de computação cientifica aberta que é escolhida por diversos laboratórios de investigação para suportar projetos nesta área. Colaboram nesta framework empresas como o Twitter, Nvidia, AMD, Intel ou Google.



Um dos ativos mais importantes nas doações que a empresa liderada por Mark Zuckerberg pretende fazer estará centrada em módulos de aprendizagem profunda, que permitirão aos investigadores da rede social acelerar significativamente o ritmo da pesquisa, possibilitando o estudo de redes neurais maiores em menos tempo.

Espera-se que ao serviço da plataforma Torch os módulos tenham o mesmo efeito, uma vez que os usados neste momento são mais lentos.


Numa publicação no blog, o Facebook explica que "o progresso na ciência e tecnologia acontece quando os cientistas partilham não apenas os resultados, mas também os seus métodos e ferramentas", justificando assim a decisão de abrir à comunidade uma parte importante da tecnologia que tem vindo a desenvolver ou a melhorar, no caso dos módulos de aprendizagem profunda.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.