Tróia recebe esta primeira edição do evento, entre 18 e 21 de setembro. Na agenda estão 30 artistas reconhecidos na área do entretenimento digital, escolas e algumas das principais empresas de produção a nível mundial.



O objetivo é ajudar a colocar Portugal no mapa do entretenimento digital, criando as bases e a oportunidade para mostrar talento e trocar experiências, apostando sobretudo numa vertente educativa.



"Portugal é um país sem capacidade de afirmação nestas áreas, invisível para a indústria de entretenimento. Estes nichos começam agora a surgir, mas encontram-se ainda longe de competir a nível internacional", defende Nuno Rivotti, membro da organização do festival. "É necessário criar alavancas e motores capazes de gerar interesse e atenção por parte da indústria", continua.



Dan LuVisi (criador de The Last Man Standing), Raphael Lacoste (diretor de arte da série Assassin's Creed); Mathias Verhasselt (Blizzard Entertainment); ou Kemp Remmilard (Massive Black) estão entre os nomes já com presença confirmada no evento.



No site oficial do evento já é possível conhecer todos os detalhes do festival que se dividirá por três áreas essenciais: eventos principais, onde se integram as talks dos artistas convidados; eventos secundários, onde se incluem sessões de recrutamento; e uma área de exposição, com entrada gratuita.

Até final do mês a inscrição no festival Trojan Horse was a Unicorn tem um preço com desconto.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.