Assinam o documento nomes como Daniel Ek e Martin Lorentzon, fundadores do Spotify; Kaj Hed da Rovio, Boris Veldhuijzen van Zanten, fundador da The Next Web, ou Niklas Zennström, cofundador do Skype, que pedem um conjunto de alterações às políticas europeias em diversas áreas. São 22 as medidas propostas, em áreas tão diversas como a edução, proteção de dados, acesso ao capital ou proteção de dados.



O grupo defende, por exemplo, que a Comissão Europeia deveria impor a identificação de Chief Digital Officer para cada país; rever as regras que impõem o armazenamento de dados; simplificar o processo de criação de empresas através da criação de um Startup Visa ou encorajar os estudantes universitários a iniciar um negócio antes de terminarem a formação académica.



O Manifesto do Startup Europe Leaders Club será apresentado hoje ao presidente do Conselho Europeu e será discutido numa mesa redonda com o Primeiro-ministro holandês, onde também estarão representantes políticos de outros países.



O documento, que está disponível online e que pode ser subscrito por quem tiver interesse em fazê-lo, é também um contributo para o Conselho Europeu, que se inicia amanhã.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.