O desafio é lançado em mais uma Coimbra Space Summer School, uma iniciativa que durante três dias, de 13 a 15 de julho, recebe estudantes, investigadores e empreendedores com vista à partilha de experiências e debate de ideias que possam levar à implementação de um novo negócio.

Neste caso, pensa-se sobre quais as tecnologias e os recursos tecnológicos utilizados em missões espaciais que podem ser aproveitados para criar soluções inovadoras para diversas áreas do dia-a-dia no planeta Terra - transportes, ambiente, agricultura, bem-estar, entre outras.

Será um pássaro? Será um avião? Não, é mesmo o carteiro…
Será um pássaro? Será um avião? Não, é mesmo o carteiro…
Ver artigo

Com o apoio da Incubadora de Empresas da Agência Espacial Europeia em Portugal, já são 13 as empresas portuguesas a fazer uso da tecnologia espacial para reinventar o mundo empresarial. A Connect Robotics é um desses exemplos. Através do uso de um drone, a empresa fez uma demonstração da distribuição do correio pelos CTT.

Várias outras empresas utilizaram tecnologia no espaço para criar soluções para problemas sociais, como é o caso da Findster que, através da geolocalização, veio permitir o controlo total da localização das crianças e animais de estimação, e da Space Layer Technologies que, com os dados de satélite de Observação da Terra, emite alertas sobre a qualidade do ar a pessoas com doenças respiratórias.

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas, em grupo ou individualmente, até dia 6 de julho.

A Coimbra Space Summer School está integrada numa iniciativa mais alargada dedicada ao Espaço, que decorre na cidade das capas negras e que também prevê a possibilidade de fazer perguntas ao cosmonauta russo Mikhail Kornienko, um dos homens que mais dias seguidos passou na Estação Espacial Internacional.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.