O Cast Software Development Kit estava disponível de forma restrita para alguns parceiros da empresa, numa estratégia que garantia conteúdos exclusivos de grupos como a HBO, Pandora ou Netflix, mas afastava do produto toda uma comunidade de programadores com uma enorme capacidade de diversificar a oferta para a plataforma. Num primeiro momento permitiu essa participação da comunidade, mas depois voltou atrás.


As críticas à falta de conteúdos compatíveis com o dispositivo podem ter estado na origem da decisão da Google, que assim muda de política e abre o desenvolvimento para a plataforma, sem restrições.


A alteração vai permitir aos programadores com aplicações para Android, iOS, Windows ou web garantir suporte para Chromecast e aumentar o número de conteúdos que podem saltar do telemóvel para a televisão.


O Chromecast é um periférico que permite fazer streaming de conteúdos do telemóvel para a televisão. Está disponível para Portugal desde o último trimestre do ano passado e custa cerca de 40 euros.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.