A UBBU, a plataforma que ajuda alunos do 1º ao 6º ano de escolaridade a navegar pelo mundo da programação, venceu o seu maior Título de Impacto Social (TIS) de sempre, no valor de 1.050.000 euros, seis anos depois de lhe ter sido atribuído o seu primeiro. A Fundação Altice, o Banco Montepio, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e a Siemens são os financiadores do projeto, que será avaliado pela Fundação da Ciência e da Tecnologia (FCT).

Com o financiamento, o objetivo será aumentar o nível de literacia digital dos alunos do 1º e 2º ciclo do ensino básico durante os próximos três anos, permitindo o acesso gratuito a aulas de programação às escolas que integram o projeto.

Em comunicado, João Magalhães, CEO da UBBU, explica que o TIS e do apoio dos seus parceiros “vai permitir levar o ensino do pensamento computacional e da programação a milhares de crianças em escolas públicas em Portugal, tal como acontece noutros países da Europa e do mundo.”

Em destaque no programa estão as escolas públicas, em particular, as de 18 municípios da região de Grande Lisboa, representando um universo de 167 agrupamentos e cerca de 150.000 alunos do 1.º ao 6.º ano de escolaridade e fazendo com que as Ciências da Computação passem a ser uma disciplina acessível a todos os estudantes, seja em formato presencial ou remoto. Aqui, há também uma atenção especial às escolas que pertencem a Territórios Educativos de Intervenção Prioritária (TEIP).

Chama-se ubbu, foi desenvolvida em Portugal e quer ensinar crianças de todo o mundo a programar
Chama-se ubbu, foi desenvolvida em Portugal e quer ensinar crianças de todo o mundo a programar
Ver artigo

Agora, cabe à UBBU a responsabilidade de cumprir os objetivos definidos, de modo a que o financiamento seja libertado e que seja devolvido o valor investido a cada parceiro. A avaliação independente do impacto será feita no final de cada ano pela Universidade de Aveiro, através de uma ferramenta desenvolvida para medir a literacia digital dos alunos ao longo do tempo.

Recorde-se que os TIS, operacionalizados pelo Portugal Inovação Social, existem desde 2015. O objetivo é incentivar o investimento de empresas privadas em projetos inovadores que respondam a desafios sociais. O investimento é depois reembolsado seguindo o atingir das metas previamente contratualizadas para cada TIS.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.