A partir de 2016 a capital portuguesa será a casa de uma das mais relevantes conferências europeias nas áreas do empreendedorismo e inovação. Será assim, pelo menos até 2018. Fixar a conferência em Lisboa vai implicar um investimento público anual na ordem dos 1,3 milhões de euros.

A maior parte desta verba será destinada a garantir uma boa cobertura de banda larga no espaço do evento, um dos pontos de discórdia entre os organizadores da conferência, a entidade que gere o espaço do evento e o Governo da Irlanda, país que tem acolhido o evento, na altura de renegociar a permanência.

Esta manhã, em visita à última edição do Web Summit em Dublin, o ex-secretário de Estado da economia Leonardo Mathias, explicou os detalhes. Segundo o responsável, que participou no processo de negociação e que esta quinta-feira acompanhou o vice-primeiro ministro Paulo Portas à Irlanda.

 A ligação à Internet tem dado motivos para muitas queixas de participantes e da própria organização. Portugal posicionou-se para oferecer mais garantias em relação a este aspeto e boa parte do apoio previsto ao Web Summit servirá para reforçar a capacidade da rede, um investimento que é feito na cidade.

"Fizemos um grande investimento nas infraestruturas - parte desse montante é para isso justamente - e para toda a organização do evento. Esse montante é investido, mas é investido em Portugal e em Lisboa", sublinhou Leonardo Mathias, citado pela Lusa. 

A agência refere a imprensa local para avançar que o Estado irlandês investiu nos últimos três anos um valor total de 700 mil euros no evento e recusou contribuir financeiramente para melhorias na rede.

Em Portugal já trabalham para a organização da próxima edição o Web Summit o Turismo de Lisboa, Turismo de Portugal e a AICEP - Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal. Espera-se que em 2016 a conferência atraia 40 mil participantes e gere um impacto de 200 milhões de euros para a economia nacional, um número que tem em conta os dados apurados pelo Governo irlandês sobre o impacto da edição 2014. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.