Quem defende o conceito da partilha de livros usa dois argumentos principais: essa é uma via para dar nova vida aos títulos que depois de lidos são muitas vezes remetidos para o fundo de uma prateleira. Evita-se a sina e dissemina-se cultura.



Os mesmos (e outros) frisam o impacto positivo para o ambiente que podem ter iniciativas do género, fazendo com que muitas pessoas tenham acesso a um conteúdo sem multiplicar por cada uma delas as árvores que asseguram o papel a cada título impresso.



A estes argumentos podíamos ainda juntar mais alguns mas o mais relevante talvez seja a oportunidade que estas plataformas podem dar a quem as usa de conhecer novas histórias e novos autores que, de outra forma, poderiam nunca descobrir.



Quem sabe ainda a tempo das férias, deixamos hoje por isso quatro alternativas para quem quer renovar a biblioteca sem gastar dinheiro, ou gastando muito pouco. São sites de troca de livros, nacionais e internacionais.



Começamos pelo BookCrossing, que é provavelmente um dos projectos internacionais mais conhecidos. Afirma-se como um clube de livros global "que atravessa o tempo e o espaço" e tem a ambição de vir a transformar o mundo numa biblioteca.




"Os seus membros gostam tanto de livros que não se importam de se separar deles, libertando-os, para que possam ser encontrados por outros", continuam os promotores da plataforma no site da comunidade portuguesa.



Quem usa o serviço tem de inscrever-se, listar os títulos disponíveis para partilha numa prateleira virtual e esperar (e procurar) por trocas.



Em Portugal a comunidade de bookcrossers tem mais de sete mil membros e é uma das maiores da Europa, mas não se iluda. Uma rápida pesquisa na área de membros permitirá perceber que os números estão pouco actualizados e são muitos os registos sem entradas de livros ou qualquer actividade nos últimos anos. O fenómeno tem aliás eco nos registos existentes para outros países, deixando a ideia que o BookCrossing já teve melhores dias. Mesmo assim, não deixa de ser uma alternativa a considerar, nesta área.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Assente num sistema de pontos, o BookMooch é outra opção para quem procura livros novos, aparentemente mais dinâmica. Tal como o primeiro, não tem custos embora tenha algumas regras que servem para assegurar que a plataforma é usada nos dois sentidos: para dar e receber.



Por cada livro registado e doado os utilizadores recebem pontos e precisam desta moeda de troca para poder receber livros. A recepção dos livros é gratuita. O envio tem os custos do correio.



Na pesquisa do site não é visível actividade da plataforma no território português, mas o país está listado, à espera de títulos na língua de Camões, ou em qualquer outra.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Seguimos directamente para uma alternativa em português, que foi aliás recentemente destaque aqui no TeK como site do dia. O Winkingbooks. Quer ajudar a difundir a cultura e a tirar os livros empoeirados das estantes mais imóveis lá de casa, este projecto.


Tem crescido de forma interessante e reúne já títulos de áreas bastante diversas. Usa o mesmo sistema de pontos que dá suporte à maioria dos projectos mais recentes nesta área (existem vários nos Estados Unidos e em alguns países europeus, embora com pouca relevância a nível internacional).


Por aqui, é preciso registar um mínimo de 10 livros (disponibilizar para troca) para ganhar a possibilidade de receber um título.

Também o Winkingbooks é de acesso gratuito e os únicos custos associados são mesmo os de envio dos títulos cedidos para troca.

[caption]Nome da imagem[/caption]

No Facebook também já surgiram alguns grupos para fomentar a troca de títulos. Deixamos um dos exemplos. O Troca de Livros mistura sugestões em português (no que se refere aos proponentes) dos dois lados do atlântico.



Um grupo conta neste momento com cerca de 1.600 participantes, mas pode ser uma alternativa para quem anda à procura de local para trocar ou comprar / vender barato algum livro mais especial.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.