Na maior parte das vezes, um portátil com as características que os novos híbridos apresentam destina-se a uma utilização profissional, o que quer dizer que é bastante procurado por quem passa o dia a “saltitar” de reunião em reunião,ao mesmo tempo que pode ser necessário contar com um ecrã que rode a 360 graus,, assumindo uma formato tipo tablet.

Isto significa que o ecrã, sendo tátil, está acompanhado de uma caneta digital bastante eficaz, regra-geral, ao mesmo tempo que a bateria tem de apresentar índices de autonomia elevados, visto que a presença junto de uma tomada elétrica pode ser quase uma miragem ao longo de toda a jornada diária de trabalho

Mas isto não quer dizer que este tipo de máquina sirva exclusivamente para trabalhar, muito pelo contrário. Além de incluírem ecrãs de alta resolução perfeitamente “à altura” dos melhores filmes e séries em 4K que possamos querer reproduzir, também acabam por estar bem equipados tendo em vista a edição de vídeo e até um joguinho ou outro, dependendo da unidade gráfica e do processador incluídos no modelo em causa, certamente.

Depois de termos olhado recentemente para as novas tendências e sugestões entre os melhores portáteis para jogos, deite o olho aos cinco bons exemplos de híbridos bem equipados que estão na galeria acima. E veja já a seguir o que pode esperar deste segmento neste momento clicando nas imagens da galeria

Leves e compactos?

Inevitavelmente, um portátil com estas finalidades definidas, com preços nesta ordem e com uma vocação clara para a mobilidade extra, chamemos-lhe assim, tem de apresentar um design slim e leve, com teclados confortáveis e retroiluminados. Será normal, desta forma, encontrarmos híbridos que apresentam espessuras abaixo dos 10 mm nas secções mais finas.

E também com sistemas que impedem que as teclas sejam pressionadas inadvertidamente quando rodamos o ecrã na totalidade e usamos o ecrã do portátil como se de um tablet se tratasse. O peso ronda 1 kg, quase sempre.

Por outro lado, nestes chassis (quase sempre robustos e com pormenores de design acima da média) encontramos depois funcionalidades que são de grande utilidade em todo o tipo de ambientes e utilizações. É disso exemplo o sensor de impressões digitais compatível com o sistema Hello do Windows 10 ou a ranhura para inserir um cartão SIM que dá acesso á conectividade 4G.

Por falar em ligações, além do 4G e de todos os outros tipos que são já standard, no fundo, é normal surgirem nos híbridos mais recentes uma ou mais portas USB-C com Thunderbolt 3, algo de grande utilidade para ligar dispositivos externos como discos rígidos portáteis e até monitores, além de permitir a carga rápida da bateria, outra funcionalidade altamente apreciada neste segmento.

Quanto às estantes especificações, de uma forma geral, certamente podemos contar nestes modelos com um mínimo de 8 GB de memória RAM, processadores Intel Core i7 de 8ª geração, autonomia na casa das horas (em teoria…), discos SSD, ecrãs com resoluções Full HD ou Ultra HD, som Dolby Atmos e até placas gráficas dedicadas GeForce GTX 1050.

Componentes de qualidade e muito estilo é o que não falta a estas máquinas, que são híbridos e ao mesmo tempo ultrabooks, no fundo. Dos equipamentos referenciados nesta montra, qual seria o seu preferido?

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.