Geralmente, quando é necessário mais espaço de armazenamento, compram-se mais discos rígidos para instalar na máquina. Os discos estão ao preço da chuva, os interfaces SATA garantem velocidades de acesso e de gravação muito boas e a configuração é feita em segundos. Mas se tem uma rede em casa, partilhada pelos vários membros da família, existe um sistema muito prático para dar acesso ao arquivo de fotos e vídeos através da rede com ou sem fios.

Os discos NAS (Network Attached Storage) servem para isso mesmo, mas também como salvaguarda dos seus dados. Se tiver um backup gravado nestes discos, tem a segurança de que mesmo que algo catastrófico aconteça à sua máquina, há uma cópia de segurança guardada no sistema NAS, à distância de um clique. E tal como tínhamos prometido no artigo sobre segurança de dados, aqui estamos para lhe dar uma ajuda a escolher o seu NAS.

Quando se prepara para escolher um NAS, há argumentos que deve ter em consideração. Regra geral, quanto mais espaço disponível, melhor. Opte por equipamentos com 1 TB ou superior, já que vai guardar no disco muita informação. Considere ainda o tipo de utilização que vai fazer. Além da possibilidade de criação automática de backup de dados específicos, pode querer usá-lo como centro de conteúdo multimédia.

Se quiser, por exemplo, aceder ao seu arquivo de filmes e ver as suas séries preferidas no portátil, então o servidor de média com suporte para UPnP é uma característica importante.

A forma como acede ao NAS é igualmente relevante. Convém que haja a possibilidade de criar contas de utilizador protegidas por palavras-chave e que se possa definir vários privilégios de acesso, para que, por exemplo, apenas determinadas pessoas possam eliminar conteúdo dos discos.

O Verbatim Gigabit NAS é vendido em versões com 500GB e 1TB de capacidade. A segunda está à venda por cerca de 150 euros e dispõe de um servidor de media onde pode guardar as fotos, vídeos e música, que depois podem ser reproduzidos remotamente em qualquer dispositivo da rede.

Oferece um servidor iTunes, para que possa gerir a sua colecção de álbuns no aparelho, e garante duas portas USB. Se ligar a impressora a uma destas portas, fica automaticamente com este dispositivo partilhado através da rede.

A outra porta USB pode ser usada para aumentar a capacidade de armazenamento do NAS, acrescentando outro disco externo. Como o próprio nome indica, tem uma porta Gigabit.

[caption]Verbatim Gigabit NAS[/caption]

A Iomega tem uma solução com um disco de 3.5" e com interface de rede. Chama-se Home Media Network e está disponível por cerca de 180 euros. Além de contar com software de backup automático (Roxio Retrospect Express HD) e de um serviço gratuito de armazenamento até 2GB (MozyHome Online Service), o Iomega oferece capacidade de acesso remoto, print server, para partilhar a impressora na sua rede, e gestão de torrents, para que possa deixar a máquina a fazer downloads directamente para o dispositivo. É compatível com dlna e VPMP.

[caption]Home Media Network[/caption]

Se o preço é um dos principais critérios de selecção, então considere a proposta da Conceptronic. O Conceptronic NAS CH3HNAS está à venda por cerca de 84 euros.

Reparou certamente que não indicámos o espaço de armazenamento disponível neste produto. Há uma razão para isso: é que este NAS é vendido sem discos, pelo que o utilizador pode instalar no hardware quaisquer discos que tenha e dotá-lo do espaço necessário para responder às suas necessidades. Se, por acaso, tiver discos antigos que não estejam a ser utilizados, esta solução pode juntar o útil ao agradável.

[caption]Conceptronic NAS CH3HNAS[/caption]

De resto, se prefere comprar apenas a caixa do NAS e equipá-la com discos rígidos que já tenha em casa, dê ainda uma vista de olhos no DNS-320 da D-Link.

[caption]DNS-320 da D-Link[/caption]

À venda por preços que rondam os 120 euros, estas caixas permitem a instalação de dois discos rígidos SATA e são vendidas com um servidor de ficheiros web e FTP para que o utilizador possa aceder aos ficheiros a partir de qualquer parte, desde que com acesso à Net.

O Western Digital MyBook World Edition II 4TB Ethernet oferece 4TB de espaço para guardar a sua informação mais importante. À venda por cerca de 375 euros, é uma drive de rede elegante e com capacidade de armazenamento suficiente até para os utilizadores com colecções multimédia mais vastas e backups de sistema mais frequentes. Permite o backup automático da informação de todos os computadores da rede e suporta RAID, pelo que guarda uma segunda cópia de dados, para o caso da primeira ficar de alguma forma danificada. É uma dupla protecção.

[caption]Western Digital MyBook World Edition II 4TB Ethernet[/caption]

Se procura soluções semi-profissionais e um espectro de serviços e de funcionalidades mais alargado, então as soluções da QNap e da Synology continuam a ser, na nossa opinião, as duas ofertas mais indicadas. Estes dois fabricantes são grandes nomes no mercado de NAS e dedicam-se há anos ao desenvolvimento e aperfeiçoamento de equipamentos deste género. Isso nota-se nos preços - é um facto - mas também na qualidade do hardware e do software.

O QNAP TS-419P+ Turbo NAS é uma solução cheia de funcionalidades e capaz de lidar com todas as necessidades de pequenos escritórios ou de redes domésticas mais exigentes.

Tem quatro baías para instalação de discos (é vendido sem qualquer HDD), suporta RAID e hot-swap dos discos, conta com várias portas USB, duas portas LAN Gigabit, um LCD com informações sobre o funcionamento e um pacote de software realmente invejável. Está à venda por cerca de 600 euros.

[caption]QNAP TS-419P+ Turbo NAS[/caption]

A Synology conta com dezenas de propostas no mercado, e, regra geral, todas elas muito boas. Destacamos o NAS DiskStation DS-211+, uma solução disponível por cerca de 400 euros, mas que garante resposta a todas as suas necessidades.

Pode colocar dois discos de 2.5" ou de 3.5" (SATA II) dentro desta caixa. Com ela, tem a certeza de que os seus dados estão seguros - oferece opções de protecção de informação avançada - e o fantástico DiskStation Manager 3. Este sistema permite fazer um sem-número de tarefas, que vão muito além da simples programação de backup do conteúdo dos PC da rede. Na verdade, é das melhores aplicações de gestão de NAS que conhecemos.

Se está a montar um pequeno escritório, considere esta opção. Oferece servidores FTP e HTTP, suporta PHP e MySQL. Pode controlar e gravar conteúdo de até oito câmaras IP e é compatível com Time Machine, da Apple.

Suporta a gestão de downloads com serviços como BitTorrent, FTP, http, eMule e NZB, assim como RSS e RapidShare.

Dispõe ainda da função USBCopy, que permite criar backups de pens USB com apenas um toque num botão. Em duas palavras: muito bom.

[caption]NAS DiskStation DS-211+[/caption]

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.