O MacBook Air é a grande estrela do momento e as opções que a Apple tomou na sua construção são dos tópicos mais debatidos em todo o tipo de fóruns, Mac e não-Mac. Há quem afirme não conseguir viver com uma só porta USB ou ache incómodo não poder trocar de bateria e também há quem afirme que a Apple criou um novo paradigma de construção de portáteis, adequados à ubiquidade do Wi-Fi e reduzidos ao seu essencial funcional.

Apesar de ser uma empresa pioneira, uma das coisas que a Apple definitivamente não fez foi criar a categoria dos ultra-portáteis, sendo este formato utilizado e refinado por outros fabricantes já há alguns anos. Toshiba, Sony, HP e Lenovo, a ex-IBM, têm todos alternativas bastante interessantes ao portátil da Apple.

Sony Vaio VGN-TZ11XN/B

A série Vaio TZ, os ultra-portáteis da Sony, tem apresentado alguns dos mais deslumbrantes computadores portáteis deste mercado, introduzindo características tão inovadoras como um chassis em carbono resistente à torção, ao mesmo tempo que apresenta dimensões e pesos que se mantêm abaixo da média.

Um dos modelos mais recentes é o Vaio TZ11XN, com um processador Intel Centrino Duo Mobile (um Core2Duo destinado aos formatos ultra-móveis) a 1,06 GHz e com 2MB de cache L2. O portátil, com um ecrã LED de 11,1 polegadas, inclui 2 GB de memória RAM, o que corresponde à memória máxima permitida, um disco rígido PATA de 100 GB a 4200rpm, um leitor/gravador DVD de dupla camada integrado no chassis e uma placa gráfica Intel GMA 950, com 256 MB de memória partilhada. O TX11 inclui ainda Wi-FI, Bluetooth, Ethernet, uma porta Firewire e duas portas USB 2.0, bem como um slot ExpressCard.

As dimensões são de 27,7(Largura)x19,8(Comprimento)x 3(Altura) centímetros e o peso não ultrapassa 1,20 kg. A autonomia da bateria é de cerca de 5 horas.

O preço médio de venda deste portátil varia entre os 2.100 e 2.600 euros, consoante as lojas.

http://imgs.sapo.pt/gfx/444478.gif

Toshiba Portégé R500

A Toshiba já desenvolve ultra-portáteis há alguns anos, tendo recentemente apresentado o modelo Portégé R500, beneficiando dos últimos avanços da Intel em termos de economia de energia. O R500 apresenta o processador Intel Centrino Duo Mobile, com especificações de baixo consumo de energia e uma velocidade de 1,2 GHz, cache L2 de 2MB e memória máxima incorporada de 2 GB. O disco rígido é um SATA, a 5400 rpm, com capacidades de 120 ou 160 GB ou, em opção, uma drive sólida de 64 GB.

O portátil da Toshiba apresenta um ecrã LED de 12,1 polegadas, com placa gráfica GMA 950 da mesma iteração que o Vaio TX. Em temos de expansão e I/O conta com Wi-Fi, WWAN 3G, Bluetooth, uma porta Firewire, leitor de cartões SD, Ethernet, três portas USB e leitor/gravador DVD de dupla camada, integrado no chassis, entre outros.

As dimensões do R500 são de 28,3(C)x21,5(L)x2,5(Altura-no seu ponto mais fino) e 1,9(Altura-no seu ponto mais alto) centímetros, com um peso a partir de 1 Kg.

Os preços de venda do R500, dependem da configuração seleccionada, especificamente do tamanho de disco, oscilando entre os 2.500 e os 2800 euros.

http://imgs.sapo.pt/gfx/444479.gif

Lenovo X300
Não podemos deixar de referir um outro ultra-portátil, o Lenovo X300, que ainda não foi anunciado oficialmente pelo fabricante chinês. As suas características são, todavia, já conhecidas, incluindo um processador Intel Merom a 2,0 GHz, com bus frontal a 880 MHz, 4 GB de memória RAM máxima, ecrã LED de 13,3 polegadas e drive sólida de 64 GB. As opções de conectividade incluem Wi-Fi, Ethernet, Bluetooth, WiMax, WWAN e UWB. As portas disponíveis contam com três entradas USB e um slot ExpressCard 34.

As dimensões são de 31,8(C)x 23,1(L)x 1,8(A1) e 2,3(A2) centímetros, com o peso a variar entre os 1,13 e os 1,44 kg, consoante a configuração.

Desconhece-se ainda o preço ou disponibilidade deste portátil.

http://imgs.sapo.pt/gfx/444481.gif

E por fim... o ponto de comparação - MacBook Air

O MacBook Air apresenta um processador específico ao modelo, com duas velocidades disponíveis de 1,6 e 1,8 GHz. O processador do Air é um Core2Duo da geração Santa Rosa, com um processo de fabricação de 65 Nm, embebido num chip pertencente à futura geração Montevina, o que lhe permite apresentar consumos bastante reduzidos em relação aos processadores Core2Duo vanilla comparáveis e pouco maiores em relação às séries LV (Low-Voltage).

O portátil da Apple conta com 2 GB de memória RAM, soldada à motherboard e um GPU Intel GMA X3100. Apresenta, em opção, dois discos internos, um PATA de 80 GB a 4200 rpm ou um SSD de 64 GB. A bateria do MacBook não é substituível pelo utilizador, apresentando um autonomia de 5 horas e as portas I/O disponíveis resumem-se a uma porta micro-DVI, uma USB 2.0 e uma saída de auscultadores (3,5mm). A conectividade é garantida por Wi-Fi e Bluetooth. O MacBook Air não possui drive óptica incorporada no chassis.

As medidas do portátil, que a Apple afirma ser o mais fino do mundo, são de 32,5(C)x 22,7(L) x 0,4(A1) e 1,94(A2) centímetros. O peso é de 1,36 kg.

O preço de venda do MacBook Air oscila entre os 1.700 e os 2.880 euros. O valor mais alto é resultado das opções de processador a 1,8 GHz (280 euros) e SSD de 64 GB (899 euros). O preço da drive óptica externa (gravador/leitor de DVD de dupla camada) é de 89 euros. Está ainda disponível um adaptador USB/Ethernet, por 29 euros.

http://imgs.sapo.pt/gfx/444482.gif

Alegações finais de leitura rápida
Para bom entendedor... nada melhor do que uma tabela de resumo. Veja as principais características de cada uma das alternativas alinhadas.

http://imgs.sapo.pt/gfx/444487.gif

Nota: Para efeito da tabela consideraram-se apenas as drives ópticas integradas no chassis.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.