São normalmente designados de terminais móveis para seniores, uma forma que equivale a chamar-lhes smartphones para utilizadores mais velhos. Mas será que estamos realmente a falar de smartphones?

Na verdade, não. Isto porque praticamente todos os modelos criados por várias marcas propositadamente para estas idades são telemóveis e não smartphones como conhecemos hoje em dia. Contudo, neste artigo não queremos apenas listar esses terminais, queremos também adicionar-lhes alguns modelos mais “evoluídos” e que, devido a algumas características em particular, podem ser dos smartphones mais fáceis de usar por parte de opde ter maior grau de dificuldade quem apresenta dificuldades.

De facto, existe uma percentagem dos utilizadores seniores que sente uma extrema dificuldade em lidar com equipamentos eletrónicos e tecnologia, entre os quais estão os smartphones, hoje um item indispensável no nosso dia a dia e nos hábitos de comunicação instaurados.

Veja os dispositivos propostos e os seus respetivos pormenores:

Além dessas dificuldades naturais e trazidas pelo fator idade, outros utilizadores aos quais estes terminais móveis se destinam apresentam dificuldades físicas, visuais, motoras e auditivas. É por isso que este tipo de equipamentos integra características muito especiais ao nível da estrutura física e design, e também no que diz respeito a algumas funcionalidades.

Antes de mais, é normal que os ecrãs não sejam táteis e que esteja presente um teclado, que por sua vez é constituído por teclas de grande dimensão. Para que seja mais simples pressionar a tecla certa e navegar pelos menus da interface, normalmente o mais simples possível. Muitas das teclas possuem também funcionalidades adicionais, como a marcação rápida de números telefónicos predefinidos e até a designação de uma tecla especial de SOS, pensada para emergências.

É também comum que a estrutura destes terminais seja plástica ou, nalguns casos, reforçada ao bom estilo dos smartphones “todo o terreno”. As câmaras, quando presentes, são bastante básicas, tal como os índices de autonomia se apresentam, regra-geral, em bom nível. Não porque as baterias contem com capacidades elevadas, antes porque os níveis de consumo energético destes terminais são bastante reduzidos.

Por outro lado, é possível encontrar nos terminais para seniores um botão próprio para bloquear e desbloquear o teclado (muitas vezes na lateral e com um formato slide) e estações-base de recarga, além de algumas funções próprias dos telemóveis de há duas décadas e que eram grandes avanços tecnológicos na altura: rádio FM, lanterna, alarme…

Por fim, um fator importante: os preços destes telemóveis são bastante acessíveis. Algo que não acontece com alguns smartphones que, devido a alguns pontos em particular, podem ser adequados para seniores que sejam mais predispostos ao uso das tecnologias modernas. Estão todos na galeria apresentada, composta por sete sugestões com características muito distintas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.