Os catálogos de Natal dos operadores estão prontos. As campanhas de desconto dos retalhistas também. Para conseguir melhor que as promoções da quadra só mesmo estando atento a campanhas pontuais ou vasculhando as zonas de outlet de cada loja.



Fizemos a viagem completa e encontrámos algumas propostas interessantes para quem estipulou como teto máximo para o gasto os 100 euros. O valor não lhe permitirá aceder a topos de gama, mesmo em fim de stock, nem garantirá acesso às versões mais recentes das aplicações e sistemas operativos de suporte, mas pode ser suficiente para fazer a introdução ao segmento.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Passámos pela Vodafone onde encontrámos uma proposta interessante para quem é adepto da Sony e das linhas Xperia. A operadora integra na campanha de Natal o Xperia E, que está a comercializar por 99,90 euros (preço online).



Com um ecrã de 3,5 polegadas com 320x480 pixéis, o equipamento integra uma câmara de 3,2 megapixéis e conectividade Wi-Fi, Bluetooth, 3G e A-GPS.



O processador do modelo é de 1 GHz, a memória fixa-se nos 4GB e a RAM não vai além dos 512 MB. O sistema operativo é Android, na versão 4.1. O modelo pesa 115 gramas e tem uma autonomia de 5h30. O equipamento está a ser comercializado pela operadora em preto e em branco.

[caption]Nome da imagem[/caption]

No universo de propostas da LG nas combinações de dois algarismos, destaque para o Maximo L1 II, que a TMN está a comercializar por 69,90 euros. O dispositivo corre a versão 4.1 do Android e, tal como o modelo anterior, integra um processador de 1GHz e uma memória interna de 4GB.


Com um ecrã de 3 polegadas com 320x240 pixéis, o Maximo L1 II tem uma câmara de 2 megapixéis. O dispositivo tem GPS, 3,5G, Wi-Fi e Bluetooth. Pesa 105 gramas e garante uma autonomia de 5 horas em conversação (3G).

Na oferta da TMN encontrará outro LG Maximo, o L4 II, com um preço dentro do orçamento.


O modelo partilha várias características com o L1, por exemplo ao nível do processador ou do sistema operativo. Distingue-se na câmara, que aqui conta com um sensor de 3 megapixéis, ou na autonomia, que pode ir até às 9 horas em conversação. O ecrã também é maior: 3,8 polegadas. O preço segue a mesma tendência e sobe para os 99,90 euros, com desconto de 10 euros na loja online.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Se prefere o ecossistema Windows, o HTC 7 Mozart é uma opção dentro do orçamento. O dispositivo chegou ao mercado em 2010, o que não lhe dá a vanguarda tecnológica dos modelos mais recentes, nem a última versão do Windows Phone - o SO instalado é o Windows Phone 7, que não suporta aplicações desenvolvidas para a geração posterior do SO, o Windows Phone 8 - mas as características ao nível do hardware são apelativas. O produto está na oferta da Optimus por 99,90 euros.



O Mozart integra uma câmara de 8 megapixéis. O ecrã de 480x800 pixéis tem 3,7 polegadas e o processador é um Qualcomm de 1GHz, para uma memória interna de 8GB. As opções de conectividade neste HTC com 130 gramas de peso são iguais às dos modelos já indicados. A autonomia em modo 3G é também aqui de 5h30.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Sendo um dos fabricantes com uma oferta mais abrangente, a Samsung garante várias propostas no patamar de preços inferior aos 100 euros: o Galaxy Mini, o Galaxy Y, o Galaxy Young ou o Galaxy Pocket Neo são alguns exemplos.


Destacamos o Galaxy Young que, nestas opções, é aquela que integra uma versão mais recente do sistema operativo. O modelo integra a versão 4.1 do Android, num dispositivo com ecrã de 3,3 polegadas com 320x480 pixéis.

À semelhança dos restantes modelos que já indicámos, o processador é de 1GHz e a memória interna de 4GB, neste caso expansível até aos 64 gigas, através de cartão. As opções de conectividade também alinham com as dos modelos anteriores (A-GPS, Bluetooth, Wi-Fi e 3G).


A autonomia varia entre as 3 e as 4 horas em conversação, dependendo do suporte de rede (2G ou 3G). O equipamento é vendido pela Vodafone, que na loja online o comercializa por 89,90 euros, em branco, cinza e azul.

[caption]Galaxy Star[/caption]

Na oferta da Optimus pode encontrar um modelo semelhante (o Galaxy Y), no aspeto e nas características, com um ecrã ligeiramente mais pequeno, com menor capacidade de processamento (800 Mhz) e com uma geração anterior do sistema operativo. O preço também é ligeiramente inferior: 74,89 euros.


Se quiser descer ainda mais o preço e abdicar mais um pouco da inovação tecnológica pode considerar o Galaxy Star, à venda nas lojas da TMN. Sem suporte para 3G (o que vai comprometer a experiência Internet), o modelo tem um processador de 1GHz, um ecrã de 3 polegadas e uma câmara de 2 megapixéis. A versão do Android é a 4.1.

[caption]Nome da imagem[/caption]

A oferta em nome próprio dos operadores é outra alternativa interessante para quem procura um smartphone com preços equilibrados, embora a maioria das propostas hoje disponíveis no mercado ultrapasse a barreira dos 100 euros. Mas há exceções.



O Vodafone Smart Mini está à venda por 69,90 euros e concentra a generalidade das características apontadas aos restantes modelos que aqui referimos: Android 4.1; câmara de 2 megapixéis; processador de 1Ghz e 4GB de memória.



Tem suporte para 3,5G e uma autonomia de quase 4 horas em conversação 3G.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Na Optimus estão disponíveis três opções com a marca da operadora: Helsinki, Zali e Barcelona. Este último é aquele que reúne características de hardware mais interessantes. Conta com uma câmara de 5 megapixéis; processador de 800 Mhz e memória de 2GB, num ecrã de 3,5 polegadas. Está à venda na loja online da operadora por 99,90 euros.


Se avançar para a compra de um modelo neste patamar de preço é bom que as suas preferências recaiam sobre o sistema operativo Android, já que será muito difícil encontrar outras alternativas nestes valores.


Vale ainda a pena referir que no universo de equipamentos Android disponíveis no mercado a menos de 100 euros, embora não vá encontrar opções com as versões mais recentes do sistema operativo isso não significa que o upgrade não é possível. É uma informação que deve ser confirmada modelo a modelo, pois depende do plano de atualizações dos fabricantes mas também dos operadores em cada país.


Uma última nota para referir que se perder a cabeça e decidir aplicar mais 100 euros neste investimento o leque de opções diversifica-se significativamente, ainda que o Android continue a ser a alternativa predominante.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.