Com o evoluir da tecnologia e da forma como utilizamos a internet para tudo e mais alguma coisa hoje em dia, também a forma como ouvimos música em casa e em movimento mudou como “da noite para o dia”…

Eram suportes físicos como as cassetes e os CDs que faziam as maravilhas de quem gosta de ouvir música, fosse na rua com um Walkman (o mítico leitor de cassestes da Sony acabou por dar nome à própria categoria de produto!) ou em casa com as “vulgares” aparelhagens. O que é certo é que a música, também nessa altura, custava bom dinheiro, pois era preciso adquirir os álbuns para escutar os hits que não passavam na rádio.

Após poucos anos atualmente é incrível o modo como compramos, gerimos e ouvimos música. Esta continua a ter um custo, mas plataformas como o Spotify, cujos segredos revelámos recentemente, vieram revolucionar o acesso aos temas dos nossos artistas preferidos.

Hoje é possível agora ligar à internet os mais variados dispositivos eletrónicos, pelo que é normal que com os sistemas de som se passe o mesmo. E há duas grandes tendências entre as tecnologias que servem de base aos sistemas de som mais populares da atualidade.

Uma delas é o Bluetooth: praticamente todos os equipamentos de som permitem o emparelhamento por Bluetooth com qualquer smartphone ou tablet, visto que serão estes os principais “veículos” para ir buscar música à internet. Estes e também o computador, claro.

O Bluetooth é, aliás, uma das formas de estabelecer sistemas de som multirrom. Sem entrar em grandes pormenores técnicos, o multiroom pode ser entendido, de uma forma básica, o método que podemos utilizar para “espalhar” som por toda a casa, divisão a divisão, mantendo apenas um centro de controlo, por assim dizer.

Indo um pouco mais “fundo”, o áudio multiroom permite reproduzir a partir desse centro de controlo comum diferentes temas musicais em diferentes divisões, ou reproduzir a mesma música. A escolha é do utilizador.

O segredo está, depois, na tecnologia sem fios. Além do já referido Bluetooth, que também dá apoio a alguns conjuntos de som multiroom, é o Wi-Fi que serve de base ao multirrom (e também outras tecnologias, dependendo de cada marca de equipamentos de som). Isto é, os altifalantes e equipamentos multiroom têm a capacidade de ligar-se a redes domésticas em fios, as mesmas a que o smartphone e/ou tablet estão ligados para o controlo e download do streaming de som.

A magia da música online

Pode muito bem colocar a tocar toda a coleção de música em MP3 que foi armazenando no PC ao longo dos anos, bem como reproduzir um CD à “moda antiga” ou até explorar todo o seu lote de temas comprados no iTunes. Mas são os serviços de streaming de música a partir da Web que mais adeptos têm hoje em dia, seja fora ou dentro de casa.

E a lista não tem fim: além do “rei” Spotify, pode reproduzir música online e (quase) sempre sem custos a partir de plataformas como as seguintes: Tidal, Amazon Music, Apple Music, Google Play Music, Pandora, Deezer, SoundCloud, Napster, Meo Music… A disponibilidade dos serviços depende de cada país, sendo que alguns deles têm características e públicos bastantes particulares.

Mas o que mais interesse é que estes serviços estão diretamente disponíveis nos melhores equipamentos de som do momento, tal como em vários sistemas de cinema em casa. Isto quer dizer que basta ligar o dispositivo à internet e explorar todos estes “universos” de música via Web.

O segredo está nas apps

Para gerir todo o processo, repetimos: são os terminais móveis que têm o poder de colocar nas nossas mãos o controlo da música que colocamos em reprodução em casa altifalante do nosso sistema multiroom, sendo possível configurar mais pormenores no processo do que poderíamos pensar à partida.

E os “agentes” que possibilitam essa gestão das músicas pela casa são as apps móveis gratuitas que casa marca disponibiliza para que o utilizador consiga ter uma experiência mais rica com cada equipamento de som multiroom que adquire.

Se está a pensar seriamente em instalar um sistema do género no seu lar, as vantagens estão à vista. A única desvantagem deverá ser, porventura, o preço, visto que são as marcas mais credenciadas (e dispendiosas!) que melhor têm desenvolvido o multiroom.

Mas há equipamentos para todos os gostos, finalidades e carteiras, por isso espreite na galeria acima algumas sugestões que deixamos, algumas delas já por nós experimentadas “alto e a bom som”. É a revolução no som doméstico!

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.