Fecha esta sexta-feira as portas mais uma edição da CES - Consumer Electronic Show. A feira de eletrónica de consumo que abre o ano em matéria de novidades tecnológicas foi palco para a apresentação de mais de 20 mil produtos ao longo de toda a semana. Entre eles um número considerável de tablets, confirmando a suspeita de que o formato se tornará cada vez mais popular. Curiosamente, os dispositivos nesta área acabaram por dar pouco nas vistas, muito devido à falta de inovações disruptivas e ao facto de a próxima geração de processadores móveis estar também ainda em fase de apresentação.



Os modelos lançados apostaram, em regra, em ligeiras melhorias ao nível da qualidade de imagem, do design ou da performance face aos seus antecessores, tendo em conta o portefólio de cada uma das marcas. Outros traduzem um esforço claro de segmentação, com produtos completamente focados no mercado empresarial ou infantil, por exemplo.



A fechar a semana deixamos alguns exemplos de tablets que passaram pelos palcos da CES nos últimos dias.



Começamos com um dos equipamentos que, na gama dos tablets, mais deu que falar nesta edição da CES. O protótipo já tinha estado na edição do ano passado da feira, enquanto Project Fiona. Voltou este ano a Las Vegas como proposta comercial, pronta para chegar às lojas.



O Razer Edge está equipado com um processador Intel - Core i5 ou i7, consoante a versão escolhida seja a standard ou a Pro - e uma placa gráfica NVidia GeForce com tecnologia Optimus. A RAM varia entre os 4 e os 8 GB.



O ecrã de toque é de alta definição e tem 10,1 polegadas. O sistema operativo é o Windows 8. O preço desta máquina portátil para jogar varia entre os 999 e os 1.300 dólares, preço base, que aumenta com os extras que se quiserem adicionar, como sejam um teclado, comandos ou outros. Ambas as versões garantem suporte para Bluetooth 4.0 e contam com portas USB 3.0.

[caption]Razer[/caption]

[caption]Razer[/caption]

A Panasonic também levou tablets a Las Vegas: 4. Conseguiu dar nas vistas com o modelo que, segundo a fabricante, é o primeiro do mundo com resolução de 4k (3840 por 2560 pixéis) num ecrã de 20 polegadas, que assim oferece 230 pixéis por polegada.



A versão em demonstração na CES estava equipada com Windows 8 Pro, processador Intel Core i5 a 1,8 Ghz, placa gráfica NVidia e RAM de 4GB. O tablet inclui ainda uma caneta de alta precisão e pesa 2,4 quilos, o que limita a portabilidade, em favor de atributos que podem interessar a quem quer substituir o papel pelo desenho digital, por exemplo. Chega às lojas ainda durante este ano, diz a Panasonic.

[caption]Panasonic[/caption]

A Vizio afirmou-se no mercado pela oferta de televisores LCD baratos. Mais recentemente avançou para o segmento dos ultraportáteis e este ano na CES apostou nos tablets (e também mostrou um protótipo de um smartphone). Um dos modelos que ali mostrou é o primeiro a integrar a mais recente versão dos processadores de quatro núcleos da NVidia, os Tegra 4 apresentados no domingo.
O tablet da Vizio conta com ecrã de 10 polegadas e corre a versão 4.2 do Android. Tem um ecrã ultra-HD de 2560 por 1600 pixeis e tem sido considerado pela imprensa internacional como um potencial concorrente do Nexus 10. A fabricante levou o equipamento à CES na condição de conceito, mas numa versão muito próxima da final.

[caption]Vizio[/caption]

A Archos também aproveitou a CES para renovar a gama de tablet, um dos segmentos de maior aposta para a empresa francesa, que foi uma das primeiras a comercializar tablets. Um dos destaques do seu portefólio de novidades foi para o GamePad, uma mistura de consola portátil e tablet. Outro foi o Platinium 97, um dispositivo com uma resolução de ecrã de 2048x1536, a mesma que o iPad, distribuídos por 9,7 polegadas de diagonal.



Este tablet corre Android 4.1.1 Jelly Bean. Integra um processador quad-core 1,2GHz ARM Cortex-A7 da Allwinner, GPU de 8 cores, conta com uma porta mini HDMI e uma memória RAM de 2GB que desilude, face às restantes características e limita o "brilho" do modelo ao ecrã. O preço apontado é de 340 dólares. Chega às lojas em março.

[caption]Archos[/caption]

Lançaram ainda tablets na CES empresas como a Asus, a ZTE ou a Huawei que focaram as respetivas apostas na inovação de formato, apostando em modelos híbridos. A Polaroid também aproveitou a feira para insistir na aposta no segmento.

Como referíamos no início do artigo as apresentações de novos tablets na CES foram muitas. O espaço para comentários fica por isso aberto a sugestões de mais produtos que mereçam lugar de destaque.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.