Lançado em 2008 e revisto em Outubro do ano passado, o MacBook Air tem suscitado reacções diversas, e com isto não estamos a referir-nos aos fãs da Apple, mas sim a capacidade de resposta por parte da concorrência. Toshiba, Samsung, Lenovo e Dell são exemplos.

Com menos de 1,4kg e apresentando 17mm de espessura, o modelo ultraportátil da fabricante da maça tem actualmente duas versões: a de 13,3 e a de 11,6 polegadas, em que as especificações são basicamente as mesmas.

Na versão de 13,3 polegadas, o ecrã LED oferece 1440x900 pixéis, processador Core 2 Duo, gráficos Nvidia GeForce 320m e, claro está, câmara para videoconferência através do FaceTime. A memória á de 2GB. O preço mostrado a partir da loja da Apple é de 1320 euros na versão de 128 GB e 1.625 euros na versão de 256 GB, ambas com processador a 1.86 GHz.

Ainda mais leve, a versão de 11,6 polegadas oferece os mesmos 2GB de memória, mas a resolução de ecrã passa para 1366x768 pixéis. Neste caso os preços variam entre 1.016 e 1.068 euros, para um espaço de armazenamento de 64 ou 128 GB, em ambos os casos com processador a 1.4 GHz.

A Samsung foi uma das fabricantes que mais recentemente reagiu à proposta ultraportátil de 13,3 polegadas da Apple, lançando o Series 9, um notebook com um chassis em alumínio escovado que garante resistência sem aumentar o peso.

[caption][/caption]

E por falar em peso, este é ligeiramente inferior ao MacBook Air (1,31Kg), tal como a espessura (17,2 milímetros) para um portátil de 13,3 polegadas.

O ecrã LED oferece uma resolução de 1.366×768 pixéis e a escolha dos processadores recaiu sobre os Intel Core i5 2537M a 1,4GHz. A memória RAM é de 4GB, enquanto o disco SSD tem uma capacidade de 128GB.

Entre os elementos em que pode "perder" para o concorrente da Apple, esta o desempenho gráfico, que fica a cargo de um chip integrado Intel HD GT2, enquanto o MacBook Air usa o processador gráfico NVIDIA GeForce 320M.

O preço, por sua vez, poderá não ser diferenciador, já que o modelo custa 1.499 euros.

Na proposta correspondente da Toshiba, pelo contrário, poderá existir maior diferença. Os novos R800, que também vão surgir na linha Portégé, integrarão componentes normalmente caros num portátil, mas a fabricante prometeu garantir "preços controlados".

A chegada dos novos modelos ao mercado português esta prevista para este trimestre, com preços a partir de 899 euros, diferenciando vários componentes, como o material do chassis, a integração de conectividade 3G e algumas funcionalidades como a disponibilização de docking stations e reconhecimento de impressão digital.

[caption][/caption]
O mais recente ultra-leve de 13 polegadas da Dell chama-se Vostro V130 e combina alumínio, reforçado com zinco e uma liga de magnésio, para "perder peso", que neste caso é de 1,59 Kg. A dimensão de 330x230x16,5mm concorre com os 17 mm de espessura do MacBook Air da Apple.

As opções de processador disponíveis variam entre o Intel Celeron U3400, Intel Core i5 (470UM) ou Intel Core i3 (380UM), enquanto a memória RAM pode chegar a 4GB e os discos rígidos podem ser escolhidos entre 250 e 500 GB.

A chinesa Lenovo, por sua vez, estará a preparar a chegada do ThinkPad X1, um modelo ultraportátil com processadores Intel Core i5 com 2.5Ghz, 8GB de memória RAM, leitor para cartões de memória e um ecrã LED com 1366x768 de resolução, Gorilla Glass.

[caption][/caption]

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.