O TechFest esteve de volta trazendo a público (restrito) as mais recentes projecções futuristas da equipa de investigadores da Microsoft.

O evento serve sobretudo para dar a conhecer, internamente, as soluções e serviços que estão a ser preparados nos diversos laboratórios Microsoft de I&D espalhados pelo mundo e, nomeadamente, discutir a viabilidade comercial dos mesmos.

Tradução em tempo real no telemóvel, sensores de movimento para "vestir", superfícies de toque móveis foram algumas das tecnologias em destaque na edição 2010 do TechFest.

Em breve, ligar para pessoas que falam outra língua vai deixar de ser um problema. No evento, a fabricante mostrou uma tecnologia de tradução em tempo real para telemóveis que transforma áudio em texto e que também converte o que foi dito para outros idiomas.

A tecnologia ainda tem de ser aperfeiçoada, mas pelo que ficou demonstrado durante o TechFest - como pode ver no vídeo a seguir -, já possibilita ao utilizador ter uma boa ideia do que o seu interlocutor quer dizer, facilitando o diálogo.

A Mobile Surface foi outra das tecnologias em destaque do TechFest. A aplicação utiliza uma webcam, projector e um dispositivo móvel para transformar qualquer superfície numa área sensível ao toque, criando um campo de imagem interactivo.

[caption]Mobile Surface[/caption]

Já os fãs da técnica do air guitar vão ficar com certeza satisfeitos com os avanços conseguidos pela Microsoft no desenvolvimento de sensores de movimento, quando poderem usar uma pequena pulseira capaz de detectar os movimentos dos braços e dos dedos.

De Israel vem a proposta do OneAlbum, um projecto que usa tecnologia de reconhecimento facial e de event-matching para automaticamente localizar fotos que poderão interessar ao utilizador, retiradas de redes sociais e dos álbuns online de amigos. Fica o video.

Entre as tecnologias demonstradas esteve igualmente o Project Gustav, um software virado para as artes que reinterpreta a técnica a óleo criando uma experiência realista de de pintura, asseguram os seus promotores.

Com a aplicação os investigadores da Microsoft querem disponibilizar aos artistas um novo método, neste caso digital, de trabalho.

[caption]Protótipo do Cloud Mouse[/caption]
Uma vez que a nuvem parece ter vindo para ficar, a Microsoft propõe um novo dispositivo de navegação: o Cloud Mouse.

[caption]Utilização básica do Cloud Mouse[/caption]

Independentemente do modo de visualização, o rato do futuro é desenhado para navegar em conteúdos virtuais e possibilita a interacção com movimentos de 360 graus, profundidade espacial, proximidade e relações geométricas entre objectos.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.