Faca, alicate, serrote, tesoura, chaves de parafusos, palito, bússola, lima... São tantas as utilizações e ferramentas que podemos encontrar num canivete multiusos que nem nos passa pela cabeça que estes úteis objetos conseguem (ainda) por vezes incluir um elemento mais tecnológico.

Não estamos a falar dos processos e tecnologias empregues no fabrico das lâminas e estrutura destas ferramentas, estamos sim a pensar no modo como um canivete multiusos com estas características pode efetivamente “relacionar-se” com vários equipamentos de eletrónica de consumo.

De um modo muito resumido, o expoente máximo das tecnologias nos canivetes está relacionado com a presença de uma pen USB entre as outras ferramentas que podem ajudar a compor o objeto. Tal como se fosse uma lâmina ou outro elemento equivalente, podemos “sacar” do interior do canivete a “ponta” de uma unidade de memória flash, sendo que a restante estrutura acolhe normalmente o módulo de memória propriamente dito, que pode ter entre 16 e 64 GB nos dias que correm.

No caso do modelo da Victorinox (porventura a marca de canivetes mais conhecida do mundo, famosa também pelos modelos utilizados originalmente pelos elementos do exército suíço) que está na galeria acima, esta unidade de memória flash USB 2.0 conta com uma secção “secreta” e protegida através de encriptação, para que possamos armazenar ficheiros com mais segurança.

Veja na galeria abaixo as nossas sugestões, os detalhes e o preço

Esta é uma funcionalidade que conhecemos bem de outras pens USB mais “normais”, que recorrem quase sempre a software especializado em encriptar informação e até efetuar sessões de backup automático. Mas estes são recursos mais difíceis de encontrar nestes casos em particular.

Que mais tecnologias podemos encontrar num canivete “suíço”? Várias. A começar por uma excelente ideia: acrescentar a estas ferramentas um módulo Bluetooth que permita o emparelhamento com o smartphone para uma finalidade de localização no mapa, prevenindo situações de roubo e extravio. Do mesmo modo, o suporte Bluetooth pode transformar o canivete num apontador para uso nas suas apresentações no portátil.

Por outro lado, é normalíssimo encontrarmos nos canivetes do género uma lanterna de iluminação à base de luzes LED, tecnologia que permite índices de autonomia estrondosamente extensos neste tipo de utilização ligeira.

Mais recentemente, há duas tecnologias fantásticas que também já encontramos neste tipo de gadget: um sensor de impressão digital que serve de “chave” para a secção protegida da pen USB integrada; e, mais interessante ainda, a integração de um powerbank de baixa capacidade (para já) tendo em vista a recarga da bateria dos seus terminais móveis.

Consulte então a galeria acima e fique a conhecer quatro bons exemplos de como um canivete multiusos pode ficar mais completo com uma ou outra “ferramenta” tecnológica. Todos eles são versões bastante distintas a vários níveis, por isso verifique desde já se lhe podem dar jeito no seu dia a dia. No nosso caso não temos dúvidas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.