O programa está aberto a startups portuguesas, e não interessa se têm ou não sede em Portugal. A ideia é conseguir criar soluções inovadoras nas áreas de retalho de luxo, media, saúde, turismo e consumo, contando com mentoria de especialistas na área e a possibilidade de desenvolver provas de conceito.

O primeiro passo é a candidatura no site do Innovation Challenge, que termina já a 30 de julho. Segue-se a avaliação das propostas e a escolha de dois semifinalistas para cada uma das cinco áreas.

Os parceiros da iniciativa são empresas portuguesas que colocaram desafios específicos que precisam de resolver nos seus negócios:

• Retalho de Luxo - Farfetch – Como podemos transformar a forma como as pessoas compram dentro da loja e online utilizando tecnologias como a realidade aumentada e realidade virtual?

• Media - Impresa – Como poderão os media utilizar a inteligência artificial e/ou machine learning ao serviço da produção de conteúdos?

• Saúde - José de Mello Saúde – Como podemos passar de um sistema assente na cura para outro baseado na prevenção, utilizando mais de 70 anos de informação clínica?

• Turismo - Pestana – Como utilizar a inteligência artificial para combater a complexidade, melhorando a experiência dos clientes, através do design e a implementação de serviços personalizados relevantes, desde a pré-reserva à pós-estadia?

• Consumo - SUMOL+COMPAL – Como podem tecnologias como big data, machine learning e inteligência artificial ajudar a melhorar as operações no comércio, distribuição e retalho para que possamos melhor servir os nossos clientes?

As duas melhores ideias submetidas para cada uma das áreas são escolhidas por um júri e os selecionados nesta fase terão a oportunidade de ter sessões de mentoria com especialistas destas 5 empresas, o que lhes vai permitir receber feedback direto sobre as suas soluções para que possam atuar sobre as mesmas.

Depois é escolhido 1 em cada área que vai participar num hackaton a decorrer entre 11 e 15 de Setembro nos escritórios da Microsoft, em Lisboa, onde, em conjunto com equipas destas cinco empresas e da Microsoft, o que permitirá afinar as suas soluções e chegar a um projeto final.

Estas cinco equipas ou startups farão depois o pitch das suas soluções perante um júri de especialistas, no dia 11 de outubro, para que seja selecionado o grande vencedor.

É este vencedor que vai ter acesso a um espaço de demonstração no stand da Microsoft no Websummit de 6 a 9 de novembro, mais 120 mil euros de créditos em serviços Cloud Microsoft Azure e a possibilidade de desenvolver uma Prova de Conceito com a empresa da área correspondente ao desafio.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.